Últimas Novidades

Inspiração

Closets para se apaixonar
Inspiração

Closets para se apaixonar

Closets são ambientes que despertam a imaginação de arquitetos e também daqueles que vivenciam o espaço. É um local tão complexo e cativante que traz consigo centenas de possibilidades, sempre com muita funcionalidade, sofisticação e personalidade.

Uma casa ou apartamento oferece tantas oportunidades de personalização que faz dos imóveis verdadeiros parques de diversão para mãos e mentes talentosas. Assim, arquitetos, decoradores e designers de interiores podem criar projetos que se destacam pelo alto grau de personalização, com ambientes customizados e feitos para refletir os gostos e necessidades dos moradores – com conforto e funcionalidade.

Nesse contexto, vários são os ambientes que entram e saem de voga. Seja por conta de limitações de espaço ou pelo surgimento de novos jeitos de vivenciar os espaços, algumas áreas do lar ganharam ou perderam relevância. O famoso quarto de empregada praticamente deixou de existir, enquanto a cozinha ganhou novos significados e passou a ser uma das estrelas do living. Na área íntima, porém, há um ambiente que tem ganhado cada vez mais importância: o closet.

Se perguntarmos para as mulheres se gostariam de ter um closet, a grande maioria responderá que sim. A questão é que nem sempre as casas e apartamentos possuem meios de oferecer esse ambiente. Entretanto, com astúcia e inteligência, é possível encontrar um local para o closet, ainda que seja com as proporções reduzidas.

Como dito, a maioria das pessoas deseja ter um closet dentro do quarto. O motivo é simples: organizar melhor suas roupas e acessórios, deixando o restante do dormitório para a área de descanso, recarregando as baterias após um dia corrido no trabalho. Quando o lar está ainda em fase de construção, fica mais fácil incluir o cômodo no projeto. Isso reforça a importância de haver a presença de arquitetos ou designers de interiores que possuam ótimas soluções para isso. Afinal, com certeza vai surgir a pergunta sobre como planejar o closet. A resposta sempre vai incluir o fato de que precisará atender às necessidades de seus usuários – algo que pode variar de uma a duas pessoas.

Entretanto, antes de qualquer decisão, é preciso definir o que será guardado dentro do closet. Deve-se fazer uma lista e determinar o que seria necessário no cotidiano, pois são os hábitos de quem vai vivenciar o espaço que dirão a quantidade de roupas, acessórios e outros objetos armazenados nesse local da casa. Informações do tipo serão imprescindíveis para quem vai executar o projeto, pois deve saber as medidas exatas de prateleiras ou gavetas – para acomodar tudo com maior versatilidade.

Nesse contexto, são inquestionáveis as vantagens do closet. Seus benefícios são inúmeros. O local substitui armários, cômodas e sapateiras do quarto. Pode-se então deixá-lo com circulações mais amplas, o que permite receber “atrativos” diferenciados, como um pequeno estar para conversas mais intimistas ou cantinhos de leitura com poltrona e luminária de chão. Mais uma vez, o que manda é o estilo de vida dos moradores, que talvez queiram um local de trabalho na suíte, com bancada e espaço para computador.

No closet, as maiores estruturas invariavelmente são os móveis. Eles podem ser feitos de alvenaria, metal ou madeira – tudo depende das predileções dos usuários e do conceito determinado para o lar. Afinal, o ideal é manter a unidade visual, deixando tudo harmônico e com alto padrão estético. Em nome da praticidade, algumas pessoas preferem closets com armários sem portas ou gavetas – preferindo as prateleiras. Há também as opções com kits de peças aramadas, que ganharam força com o crescimento do estilo urbano e industrial na decoração. Essas estruturas muitas vezes são feitas de metal e contam com cores neutras e marcantes, e acabam ficando integradas ao dormitório – sem perder o charme e requinte do closet. No fim, tudo depende sempre do gosto do proprietário. Armários planejados, feitos em madeira, acabam sendo a maioria – também por uma expertise dos fabricantes, que a cada dia lançam opções de materiais e acessórios que realçam a versatilidade e sofisticação do local. O resultado fica mais personalizado, atendendo às necessidades de cada usuário individualmente. Lembrando que a marcenaria pode ser feita em qualquer formato, cor e acabamento.

OPÇÕES VARIADAS
Nos casos em que não há a possibilidade de usar um cômodo só para o closet, pode-se executar a estrutura dentro do próprio quarto. Uma ideia é reservar um espaço no ambiente ao especificar uma divisória atrás da cama – o que pode ser feito com tijolos de vidro, painéis de madeira ou uma cabeceira mais alta. No entanto, é preciso lembrar que o espaço de circulação em torno da cama deve ser respeitado. E mais: para otimizar quartos de proporções reduzidas, uma dica é executar um armário sem portas com profundidade de 55 centímetros – o que trará praticidade sem perda considerável de espaço.

PARA TODOS
Sabe-se que o closet é um espaço de desejo para muitas pessoas, é que há muito tempo superou o status de ambiente para grandes casas. Isso é passado. Se houver um espaço a mais no quarto, ou então um quarto extra com pouco uso, dá para criar um belo closet – o que não necessariamente demanda altos investimentos. O que define um closet é um ambiente com uma porta de entrada, sem que haja necessidade de uma porta para cada módulo de armário. Dessa maneira, o custo pode ser bastante atrativo, pois o gasto será com uma porta apenas, e não com várias para cada local do armário.

Outro ponto importante é a ventilação. É essencial que o closet seja uma área arejada, para que não haja o risco de mofar ou ficar com cheiro desagradável. É algo que pode acontecer se o closet estiver próximo ao banheiro, demandando atenção redobrada antes mesmo da execução, pois corrigir tal problema depois de tudo pronto é bastante trabalhoso. Caso o espaço seja totalmente fechado, a dica é frequentemente deixar a porta aberta para que o ar circule.

Quanto à iluminação, é importante ter uma boa entrada de luz. Uma sugestão é investir nas lâmpadas difusas, que possuem uma alta potência e propagam os raios de maneira uniforme. As sancas iluminadas são também muito utilizadas, e, com a popularização do LED, podem ser executadas com dimensões mais finas. Há quem prefira ver as roupas bem claras, o que demanda uma iluminação para cada prateleira. Entretanto, é preciso cuidado com o orçamento, que pode aumentar, e exige um bom planejamento da fiação elétrica – para que nenhum fio fique aparente, o que prejudica a beleza do conjunto.

No que se refere à escolha das cores, não é exagero dizer que não há limites para a imaginação. Afinal, as opções são as mais diversas. Os amantes de espaços mais modernos podem selecionar nuances mais escuras. A claridade poderia ser prejudicada, mas é algo que pode ser evitado com um projeto luminotécnico adequado, que valorize as peças. Para quem gosta de ter a impressão de que o espaço é maior, enaltecendo a praticidade, as cores claras são as melhores opções. Sejam quais forem as cores, opções de revestimentos não faltam. No caso das madeiras, as possibilidades são enormes. Há revestimentos lisos, principalmente em MDF, enquanto outros simulam tecidos como o linho. Há ainda as lâminas de madeira natural ou laqueada, que elevam o charme do ambiente com essas peças tão luxuosas quanto versáteis.

Seja qual for o modelo escolhido, o closet transformará a suíte. O quarto deixará de ser um local de descanso para ser um ambiente completo, onde objetos importantes de uso diário ficarão armazenados de um modo que facilite o dia a dia de seus usuários – com charme e praticidade.

Publicações Relacionadas