Últimas Novidades

12 dez 2018

Décor

Design animal!
Décor

Design animal!

Campanha da Studio Ambientes convidou profissionais para conceber tapetes com o tema pet. Eles mostram suas criações junto aos seus bichinhos de estimação, contando o dia a dia com seus “filhos”.

Os lares estão cada vez mais preparados para receber animais domesticados. Não raro, indústrias lançam coleções focadas em cães e gatos, com produtos produzidos a partir de materiais resistentes e com um design superagradável. Por isso, há quem diga que viver sem a companhia e o amor deles é uma perda de tempo incalculável, como relatam os profissionais que participaram da campanha da Studio Ambientes, chamada Pets e Tapetes. Sete arquitetos, designers e decoradores contam como é a vida com seus filhos de quatro patas e, ao mesmo tempo, abordam assuntos que demandam reflexão – como adoção, consciência e responsabilidade. Além disso, os profissionais desenharam tapetes especialmente para essa iniciativa, na qual parte da verba será destinada a um projeto da causa animal. Em uma segunda etapa, eles se reunirão em prol de uma campanha de adoção dos bichinhos do projeto – mostrando a abrangência da iniciativa.

Dupla homenagem

Delpizzo Arquitetura

Tendo em mente suas cachorrinhas Missy e Vida, a arquiteta Cris Delpizzo e o designer de interiores Gi Delpizzo criaram o tapete “Party” especialmente para a campanha da Studio Ambientes. Trabalharam a ideia de dois dogs à beira de um rio com o reflexo projetado na superfície da água. “Quisemos mostrar a alegria delas, demonstrando vivacidade e todos os bons sentimentos que trazem para as nossas vidas e casas”, afirma Gi.

Brincando com cores e formas

Luciana Bossle

Construindo e desconstruindo geometrias, a arquiteta brincou com diversas paletas de cores quando criou o tapete da campanha. Assim, tons de azul foram harmonizados a nuances avermelhadas com toques de preto e marrom. Ela mostra orgulhosa o resultado junto com o marido Andreas e os dogs Bud e Mano. Enquanto o primeiro está com eles temporariamente – mas já se sente em casa – o segundo foi adotado após um período de recuperação em uma hospedagem paga pelo casal, enquanto preparavam o lar para sua chegada.

Fortes inspirações


Beatriz Zeglin

Foi numa viagem recente a Portugal que a arquiteta trouxe a ideia do tapete. O desenho do piso da Universidade de Coimbra foi transportado para a peça, dentro de uma releitura inspiradora e sofisticada. As cores e formas escolhidas fazem com que o elemento fique perfeito em ambientes contemporâneos, colaborando na criação de uma atmosfera refinada e intensa – tanto quanto a relação que tem com Zizou, seu fiel amigo canino.

Um ar refinado

Haus Arquitetos

Não são meros triângulos vistos no tapete Beach criado por Mah Wolschick e Alexandre Muller. Afinal, eles pensaram no resgate dos bichinhos de rua, no sofrimento e depois na alegria com a adoção. É por isso que o desenho brinca com os batimentos do coração, como vistos nos gráficos de monitores. A peça traz ainda a sempre elegante dualidade dos tons de preto e branco, formando um conjunto atemporal e sofisticado.

Pura reciprocidade

Marina Makowiecky

É possível dizer que Marina escolheu Kiko, e que Kiko escolheu Marina. A história do cãozinho é a de muitos cachorros e gatos abandonados nas ruas todos os dias. Ele sofreu maus-tratos, mas teve a sorte de ser socorrido por alguém que o levou a uma clínica veterinária. Lá, recebeu todo o tratamento para recuperar a saúde e também a confiança no ser humano. “Se ele não fosse adotado, seria levado para um abrigo. Ficamos sabendo do caso por conhecidos, fomos vê-lo e o levamos direto pra casa”, lembra Marina. Não são todos que têm a mesma sorte, ainda mais se tratando de um cachorro sem raça definida de pelagem preta, que sofre preconceito na hora da adoção.

Influência felina

Anna Maya

A gatinha Chanel foi a musa inspiradora do tapete criado pela arquiteta. Nele, a geometria entra como forte traço de identidade do trabalho da profissional. E não poderia ser diferente; Chanel entrou para a família há poucos meses, após a perda do primeiro mascote, que permaneceu 11 anos junto à profissional. Com a morada vazia, o astral não era o mesmo. A ideia de acolher outro bichinho foi ganhando força, estimulada pela mãe de Anna. Até que Chanel veio de São Paulo para seu novo lar.

“Todos deveriam ter um bichinho em casa”. O conselho é de Anna Maya, que vive uma relação de puro amor com a gatinha Chanel. Cada vez que a arquiteta encara um dia intenso de trabalho, é ela que a recepciona ao final da jornada. “Sempre tenho um motivo muito bom para chegar em casa. Ela fica feliz quando nos vê. Dá amor sem pedir nada em troca”, enfatiza Anna.

Cativante dualidade

Cris Passing

O amor que a arquiteta tem por Kiko e Nero é grande o suficiente para ser expresso no tapete criado pela arquiteta. Os dois eram uma dupla inseparável, até que Kiko – já idoso – se foi recentemente. Tratava-se de um poodle branco, enquanto nero é preto. “Preto e branco; opostos, mas complementares”, explica a profissional. Cris conta que Kiko era o cão mais velho, mais na dele. Já Nero vive sempre enlouquecido pela bolinha de futebol. Agita-se cada vez que alguém toca a campainha da casa, e a leva na boca como um pedido de “brinca comigo?”.

Charme e muito estilo

Claudia Couto

Desenhos requintados e marcantes sempre cativaram Cláudia. Por isso, para a produção da campanha, ela escolheu o modelo de tapete Xadrês, que surpreende pelo alto padrão estético. Deitada nele, a profissional conta sobre a relação com o golden retriever Ziggy, que já passa de 11 anos. É o xodó dela e do marido Renato Gasparini, sendo companhia certa nas frequentes caminhadas pelos parques da capital. Essa alegria dobrou com a chegada da pequena Galega, cadelinha do filho do casal e sua esposa.

Publicações Relacionadas