Últimas Novidades

Projetos

Mansões sobre as águas
A praça de popa, parte traseira do iate, conta com uma mesa de refeições e poltronas que acomodam até seis pessoas.
Projetos

Mansões sobre as águas

No mar, as embarcações de luxo chamam a atenção mesmo à distância, em meio a paisagens exuberantes. São linhas de veículos náuticos que encantam pela fusão única de força e suavidade, e já são tendência no mercado. Seus ambientes internos competem de igual para igual com as residências mais sofisticadas em terra firme.

Contemporânea e elegante, a decoração da suíte master é marcada por cores suaves, em harmonia com elementos escuros que tornam o ambiente aconchegante. Os equipamentos eletrônicos, como rádio e televisão, integram-se à marcenaria para que tenha fácil acesso ao usuário.

Imagine-se navegando livremente em um dia de sol, observando o mar e as belezas da costa catarinense. Adicione a isso o fato de estar dentro de um iate, imponente por fora e exuberante por dentro. Tal visão tem se tornado a realidade de cada vez mais pessoas, até mesmo como parte da evolução de um mercado que une decoração e navegação. Nesse sentido, Santa Catarina é destaque, com a presença de multinacionais. A italiana Azimut Yachts, por exemplo, montou uma filial em Itajaí, onde produz embarcações de 40 a 100 pés.

Uma delas é o Azimut 74, um verdadeiro convite para agradáveis experiências ao ar livre. Criado pelos designers italianos Carlo Galeazzi e Stefano Righini, apresenta uma novidade: o uso da fibra de carbono 100% pura em sua estrutura, aplicada em toda a casaria da embarcação e em seu flybridge – área aberta no topo da embarcação. O uso dessa matéria-prima inovadora permitiu a redução de aproximadamente 30% no peso da estrutura, ampliando os espaços internos para 22,5m2. Assim, unifica sofisticação, grandiosidade e esportividade, enaltecendo detalhes do design e da decoração. O resultado é irrepreensível; ao todo, são três andares de alto luxo e conforto, divididos em uma grande área de convivência, quatro suítes, dois banheiros e dois postos de comando. No exterior do Azimut 74, o destaque vai para o espaço gourmet, bar e sala de jantar com capacidade para oito pessoas.

A suíte do proprietário segue essa imponência. É superespaçosa, possuindo dinette particular, TV widescreen e armários amplos e funcionais. O ambiente fica ainda mais agradável com a vista oferecida através das grandiosas janelas, que permitem desfrutar da paisagem externa ao redor. É como se o mar fosse parte do “lar”.

A praça de popa, parte traseira do iate, conta com uma mesa de refeições e poltronas que acomodam até seis pessoas.

Litoral privilegiado

A presença de iates luxuosos como o Azimut 74 é reflexo de um cenário propício à expansão. Segundo a Associação Náutica Brasileira (Acatmar), Santa Catarina é o primeiro pólo Náutico do país. O estado tem o maior número de estaleiros para embarcações de esporte e recreio do Brasil. Além disso, existem ainda 115 marinas – mais uma prova do potencial para o turismo náutico no estado.

Os barcos, iates, lanchas e veleiros navegam durante todo ano nos mais de 530 quilômetros de Costa Atlântica navegáveis, o que incluir a extensão de rios, baías, lagos e lagoas do litoral catarinense.

Na área interna, o uso do mármore e couro natural valoriza as madeiras especiais para navegação. Elementos como esses destacam os revestimentos nobres e eletrodomésticos de alto padrão, que tornam a decoração do Azimut 74 única e diferenciada.

Dados como esses não passam despercebidos por profissionais da arquitetura, como a arquiteta Roberta Zimmermann, conhecida em todo o país pelos interiores residenciais de alto luxo. Ela recebeu o desafio de criar essa mesma atmosfera em uma embarcação de alto luxo. Para isso, precisou levar em conta conceitos diferenciados de estética e ergonomia, que dessem o mesmo conforto e estilo de uma casa ou apartamento no barco Intermarine 66. Seus esforços superaram as expectativas – dela e do cliente. “Foi uma experiência encantadora. Ao estudar as dimensões do barco, eu percebi como eram desafiadoras, nas quais cada centímetro precisava de planejamento extra”.

Para proporcionar aos passageiros uma experiência única no mar, cada detalhe foi pensado para dar a sensação de estar em casa, dentro de uma proposta convidativa e que estimulasse a permanência. Na prática, várias mudanças no layout original foram realizadas, resultando em ambientes atemporais – com móveis resistentes à maresia e ao uso das roupas úmidas.

No Intermarine 66, a elegante decoração da área interna aparece em cores suaves, que contrastam com elementos escuros e trazem esportividade e leveza ao décor. Destaque para as peças do conceituado designer Jader Almeida, que enaltecem ainda mais o espaço com elementos de design assinado.

No deck superior, o flybridge tem cerca de 40m2, com áreas de relaxamento, espaço gourmet, bar, área de jantar e segundo posto de comando, além do hard top, similar a teto solar.

A suntuosa área externa, com amplos vidros e contornos refinados, chama atenção pelo aconchego. Os lounges privativos para relaxamento propiciam encontros, refeições e banhos de sol – tanto na proa quanto no flybridge. Esse requinte é visto também na Jacuzzi, que é um daqueles itens que vão muito além de sua função. Quem escolhe um item desses não está apenas selecionando um lugar para tomar banho e relaxar, mas optando por um importante elemento de decoração; um verdadeiro objeto de desejo.

A linha de decoração concebida pela arquiteta na parte externa do barco recebeu soluções inteligentes, com seleção e distribuição dos móveis e peças escolhidas a dedo. Muitas delas com acabamentos feitos à mão, como o espaçoso sofá direcionado para a proa – uma experiência incrível em velocidades mais altas.

O objetivo em dar forma ao que significa viver no mar a partir do que ele tem de melhor é valorizar peças que remetem à natureza. Esse conceito levou a uma mudança no design do banheiro da suíte master. Com revestimento de pedras autênticas nas paredes, o desenho leva ares relaxantes ao décor. A fibra padrão do ambiente foi substituída por Silestone branco nos pisos e bancadas, criando uma atmosfera requintada.

A arquiteta Roberta Zimmermann cuidou de cada detalhe para a entrega do Intermarine 66. A mesa, própria para a embarcação, foi decorada com louças e taças em meio ao amplo espaço de frente para o mar.

Publicações Relacionadas