Últimas Novidades

Arquitetura

Ode à Ilha
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
Arquitetura

Ode à Ilha

Diante da brisa do Atlântico, o apartamento explora as nuances da cidade em uma proposta que une afetividade, peças de design e obras de arte que marcaram a história
dos moradores.

O sofá em couro natural é reclinável eletronicamente, garantindo, assim, mais conforto. Desenvolvida exclusivamente para o projeto pela artista Juliana Scheuer, a obra de arte posicionada atrás do sofá traz tons terrosos e amarelos para o ambiente (Foto: Mariana Boro/divulgação)

A beleza natural da Ilha de Santa Catarina atrai turistas do mundo inteiro. Com praias paradisíacas e uma rica herança cultural açoriana, o imaginário social ilhéu envolve, até mesmo, um certo misticismo, que faz com que Florianópolis seja conhecida como Ilha da Magia. E foi na capital que a arquiteta Carina Beduschi buscou inspiração para compor um projeto para um casal de advogados e suas duas filhas, de cinco e 10 anos. Das nuances da cidade, surgiu a paleta de cores do apartamento, que explora tonalidades azuis e verdes com sofisticação.

Painéis em laca emolduram as janelas, permitindo tanto embutir a persiana como fixar a arandela de iluminação Bengala da LaLampe (Foto: Mariana Boro/divulgação)

A família já morava no apartamento há mais de uma década e, de lá para cá, fez poucas alterações – apenas o necessário para receber as duas filhas. Eles estavam pensando em mudar de endereço para ter mais espaço, mas depois de uma longa procura, chegaram à conclusão de que a reforma do apartamento seria a escolha certa, já que não gostariam de perder a localização e a vista de tirar o fôlego – vantagem de morar de frente para o mar em uma das cenários mais atraentes do país.

Com a reforma, os moradores buscaram valorizar os espaços sociais, tornando-os mais convidativos e aconchegantes. “O desejo dos proprietários era aquecer os ambientes e manter o contato com a natureza. Então, optamos por referenciar materias naturais desde a concepção do projeto”, conta Carina. “Respeitar a história deles também foi nosso norte. Por isso, fizemos uma seleção do que deveríamos manter, resgatamos itens de herança que estavam sem uso e sugerimos itens novos que fizessem sentido para eles”.

A mesa de jantar foi mantida e recebeu novo conjunto de cadeiras e pendente. Herança da família, as cadeiras no estilo provençal foram reformadas, recuperando a cor natural da madeira. Os tecidos escolhidos para os estofados – linhos nas cores bege e cinza – tornaram as peças elegantes e atemporais (Foto: Mariana Boro/divulgação)

Apaixonados por objetos feitos à mão, o casal incluiu garimpos de viagens, objetos de acervo pessoal e peças assinadas por designers no décor. Na entrada, a tora em madeira natural serve de apoio para itens de uso no cotidiano, como chaves e carteira, e recebe ainda um vaso de cristal para flores frescas, pufes para serem usados em dias de festa e o pendurador Appe, do designer Jader Almeida.

Na mesa de centro do living, livros de arte que marcaram a história dos moradores ficam expostos, assim como o sapato que o proprietário usou no seu aniversário de um ano – banhado a bronze, o objeto mostra a afetividade que marca cada canto do apartamento (Foto: Mariana Boro/divulgação)

Na sacada, o piso e a churrasqueira são revestidos com porcelanato padrão cimento – tendência no design de interiores – para criar continuidade visual. “Optamos por armário na parte inferior da bancada na cor preta para unificar com o frigobar e a cervejeira da mesma cor. Sobre a bancada, projetamos uma estante bar toda revestida em espelho que reflete a bela vista. Hoje, o ambiente é o local favorito da família para receber os amigos ou para uma café da manhã prolongado aos finais de semana”, explica Carina.

Uma bancada com cuba esculpida em porcelanato padrão Mármore Nero Venato serve de apoio à churrasqueira e ao bar na sacada (Foto: Mariana Boro/divulgação)

Um dos destaques do apartamento é o projeto luminotécnico, como no hall social privativo. Uma moldura no forro de gesso confere fluidez e permite a iluminação indireta do teto e das paredes, que receberam papel de parede com pintura em pátina. O tapete persa em tons de azul mostra a mistura de estilos dos moradores, que passeia com leveza do clássico ao contemporâneo.

Na suíte máster, os moradores optaram por manter a cabeceira estofada em camurça na cor cru sobreposta no painel em madeira natural, além da cama de casal. As paredes receberam papel de parede em tecido linho prensado, conferindo ao quarto uma atmosfera sofisticada e contrastante com as mesas de cabeceira em laca na cor cinza e design contemporâneo – em um desenho original do escritório.

A composição da suíte principal cria uma aura de relaxamento, que é intensificada com a vista para o mar – cenário perfeito para contemplação (Foto: Mariana Boro/divulgação)

A suíte das meninas foi totalmente reformulada. As cabeceiras com desenho romântico têm tachas na cor ouro velho e, no tecido azul, criam um contraste que traz autenticidade para o ambiente. A marcenaria fendi reveste parte das paredes e funciona como apoio de quadros ou gravuras. A mesa de cabeceira desenhada pelo escritório tem rodízios escondidos para facilitar o deslocamento e puxadores em couro marrom.

A mistura de estilos que marca o apartamento também foi explorada na suíte das meninas. No armário, os painéis se fundem ao restante da marcenaria que reveste as paredes, criando uma continuidade no espaço. Já o papel de parede geométrico contemporâneo confere ludicidade ao quarto (Foto: Mariana Boro/divulgação)

A penteadeira, também desenhada pelo escritório, atende às necessidades de diferentes fases das meninas. O móvel tem gavetas invisíveis com divisões para guardar maquiagem e a base em estrutura metálica na cor ouro velho. Os espelhos redondos com moldura em couro marrom e iluminação indireta se destacam no décor.

Veja a galeria de fotos do projeto:

1/31
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)
(Foto: Mariana Boro/divulgação)

Publicações Relacionadas