Últimas Novidades

22 ago 2019

Habitat

Rico Mendonça mostra identidade multifacetada em estúdio marcado por simbolismos
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
Habitat

Rico Mendonça mostra identidade multifacetada em estúdio marcado por simbolismos

São Paulo, Nova Iorque, Marselha ou Florianópolis: seja qual for a cidade, a estética atemporal do estúdio de Rico Mendonça — fruto de seu repertório plural e extremo bom gosto — permite que seu apartamento esteja em qualquer lugar do mundo. O designer e arquiteto catarinense abre a sua casa e mostra, em detalhes, a afetividade, as memórias e os traços arquitetônicos do seu próprio habitat

Em cima da lareira, a fotografia autoral emoldurada traduz o olhar artístico de Rico: “A luz da janela é voltada para algum lugar, mas não sabemos para onde. Ela é muito expressiva, representando a Santíssima Trindade e todas as possibilidades que o mundo nos proporciona”. Essa afetividade, tão preponderante na vida pessoal e profissional de Rico, transparece também em cada detalhe da composição. (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)

Pautado em memórias afetivas, o estúdio onde mora Rico Mendonça é um convite a um mergulho na sua trajetória intensa, marcada por histórias que mostram a sua filosofia de entregar-se por inteiro a tudo que a vida propõe. Com uma localização privilegiada em Florianópolis, o lugar escolhido pelo arquiteto e designer de interiores florianopolitano para ser seu lar é um quebra-cabeça, que já estava sendo construído antes mesmo da mudança, há quatro anos. Isso porque o acervo pessoal de Rico — com peças garimpadas por décadas em viagens, projetos e mostras, além de presentes de amigos, premiações e obras assinadas por ele — está presente em cada canto do apartamento, prova do valor simbólico de cada elemento da composição: “A minha casa é a reedição de vários sonhos que tive e projetos que realizei, com diversos DNAs e influências”.

O projeto é a materialização de um sonho antigo do arquiteto, que sempre desejou morar em um estúdio. Para isso, ele brincou com as formas originais do apartamento, criando conexões que proporcionam um diálogo entre os espaços. “É uma filosofia conciliar os ambientes sem ter medo de arriscar e habitar os ambientes abertos”, explica. Na questão estética, o maior desafio foi passear por diferentes estilos com harmonia e vencer as barreiras do tempo: “Eu quis criar um projeto atemporal, que fosse considerado moderno daqui a 50 anos”.

Para Rico, todo projeto precisa ter “cara de casa” e contar a história dos moradores: “Se não tem herança, eu tento entender a vida da pessoa e traduzo em algo que traga acolhimento”. Em um projeto marcado por simbolismos, Rico cria uma composição harmônica, aconchegante e cheia de personalidade. (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)

A pluralidade de estilos e referências do estúdio representa a identidade multifacetada de Rico, que transitou por diferentes áreas do conhecimento na sua carreira. Inquieto e criativo, aventurou-se nos campos de Sistemas de Informação e Educação Física antes de atuar como designer e arquiteto. Nos últimos anos, Rico superou um bloqueio criativo e voltou a se dedicar ao desenho, uma de suas paixões. Com o amadurecimento, se propôs a explorar, por meio da arte, o lado íntimo e sexual da própria vida.

Para a criação dos seus projetos arquitetônicos e artísticos, Rico bebe de variadas e ricas fontes de inspiração. Da formação em tecnologia, buscou o desenho dos chips e sistemas com terminação infinita para criar as linhas contínuas que marcam suas obras. No entanto, foi de uma mistura de referências do cinema, da dança e da moda que surgiu a ideia para o seu projeto mais recente: a série de ilustrações “Mulheres Nuvens”, dispostas em uma das paredes do seu estúdio.

Quem visita Rico sente, logo na entrada, aromas da estação escolhidos a dedo pelo arquiteto, que mergulhou no universo da aromaterapia como parte do conceito de arquitetura olfativa. (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)

Em meados dos anos 1990, Rico mudou-se para Marselha, na França. Na cidade portuária, assistiu pela primeira vez ao filme “Annabelle Serpentine Dance”, protagonizado pela precursora do jazz e do ballet moderno, Loie Fuller, e eternizado pelas lentes dos irmãos Lumière. Quase duas décadas depois, dos rabiscos despretensiosos feitos no papel durante um processo criativo, surgiram roupas com traços leves e fluidos que remetiam ao famoso figurino usado pela bailarina francesa no filme de 1895. Desses croquis nasceu a coletânea: uma leitura artística da mulher contemporânea inspirada na artista francesa e outras influências femininas que marcaram a vida de Rico, como sua mãe. “As ilustrações são o meu alter ego, mas também são pautadas nas mulheres, que vejo como cápsulas multifacetadas”, conta. “Eu via isso na minha mãe, sempre manifestando muita força e, ao mesmo tempo, uma leveza de ser”.

Veja a galeria de fotos do estúdio do arquiteto Rico Mendonça:

1/20
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
 (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
(Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)

Publicações Relacionadas