A “cara” da Bienal Brasileira de Design

Evento que será realizado em Florianópolis, em 2015, ganha identidade visual.

Em Florianópolis, os preparativos para o evento já começaram. Uma exposição com produtos catarinenses que se destacam pelo design rodou Santa Catarina e passou pelo Rio Grande do Sul.

Em Florianópolis, os preparativos para o evento já começaram. Uma exposição com produtos catarinenses que se destacam pelo design rodou Santa Catarina e passou pelo Rio Grande do Sul. (Imagem: divulgação)

Foi lançada a identidade visual da Bienal Brasileira de Design 2015 Floripa. O trabalho do designer Pablo Cabistani venceu a disputa e vai receber R$ 35 mil.

O trabalho buscou traduzir o tema da Bienal catarinense – “design para todos” – e concorreu com outros 90 trabalhos. Pablo explica que quis dar “um visual de celebração com um toque popart”. Para Roselie Lemos, Coordenadora Executiva da Bienal Brasileira de Design 2015, “o evento agora tem uma cara, que é vibrante de energia, de vivacidade e de alegria, tudo aquilo que procurávamos”.

O presidente da FIESC, Glauco José Côrte, aproveitou a ocasião para lançar um desafio: quer transformar Santa Catarina no “Estado do Design”. Segundo ele, “a indústria catarinense já percebeu que o design faz a diferença”.

Sobre a Bienal

A Bienal Brasileira de Design tem o objetivo de apresentar o melhor da produção de design nacional e aumentar a percepção do público sobre a presença do design em seu dia a dia. Dessa forma, propicia a reflexão sobre o tema e promove a atividade como fator decisivo de competitividade para produtos e serviços.

Cada edição da Bienal ocorre em uma cidade: São Paulo, em 2006; Brasília, em 2008; Curitiba, em 2010; e Belo Horizonte, em 2012. Uma decisão estratégica definiu que a quinta edição ocorreria em 2015, em razão dos eventos esportivos que vão mobilizar o país em 2014 e 2016.

Em Florianópolis, os preparativos para o evento já começaram. Uma exposição com produtos catarinenses que se destacam pelo design rodou Santa Catarina e passou pelo Rio Grande do Sul. Recentemente foi escolhido o nome da curadora, Adélia Borges, que também respondeu pela curadoria da Bienal de Curitiba.

A Bienal Brasileira de Design 2015 Floripa é uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e do Movimento Brasil Competitivo (MBC), apoiada pela Apex-Brasil e Governo de Santa Catarina e promovida pela FIESC e pela Associação Catarinense de Design (SC Design).