Por um lar mais aconchegante

Em um curto espaço de tempo, o projeto de interiores desenvolvido para a casa nova de um casal de empresários foi adaptado para ser executado em um apartamento. A designer venceu o desafio e surpreendeu os clientes.

suite

Os detalhes em preto e pink atraem a atenção na suíte da filha, revelando as cores preferidas pela jovem. Destaque para a cabeceira, forrada em veludo. Um amplo armário cobre toda a parede lateral. As portas em espelhos amenizam o grande volume e contribuem para ampliar visualmente o espaço.

Estava tudo programado. Um casal de empresários de Itapema havia comprado um terreno e iniciaram a construção da casa nova da família. Contrataram a designer de interiores Patrícia Nascimento para planejar os espaços. Quando estava tudo quase pronto, eles decidiram se mudar para um apartamento, considerando a segurança e os privilégios oferecidos por um condomínio de luxo da cidade. Assim, os projetos tiveram de ser adaptados e executados em apenas três meses. “Esse foi meu maior desafio”, confessa a profissional, que contou com a parceria do designer Fernando Gabriel Ravazio.

O interesse dos clientes era por um imóvel funcional e aconchegante para o dia-a-dia e adequado para receberem os amigos – para tanto, solicitaram atenção especial à composição de um espaço gourmet. A filha deles, de 22 anos, não moraria ali, já que estuda em outra cidade. Porém, era preciso prever acomodações para atendê-la em suas visitas quinzenais.

O conceito do projeto é contemporâneo, com “um toque clássico”, como reforça Patrícia Nascimento, que planejou cada detalhe – tanto o mobiliário executado sob medida como os móveis soltos e todos os elementos de decoração.

O estilo clássico impera na suíte do casal. Na parede principal, Patrícia projetou painel em marcenaria, em laca branca fosca, que recebeu fita de LED para iluminação indireta. Em sobreposição, dispôs cabeceira de design rebuscado, com almofada em seda e acabamento capitonê. Na mesma linguagem, recamier em tecido arabesco bege aos pés da cama. O closet recebeu armários brancos, com portas em espelho e em vidro pintado, nichos para perfumes e acessórios e bancada para maquiagem totalmente espelhada. Ao invés de uma cadeira, a designer de interiores optou por um pufe, por sua versatilidade. Papel de parede italiano envolve totalmente os dois ambientes.

Fotos: Ronald T. Pimentel