Últimas Novidades

12 dez 2018

Design

Uma ode ao movimento
As arquitetas Giovanna e Alessandra Deeke viram na coleção Nômade a possibilidade de conceber ambientes tanto com um viés clean quanto pautados por composições mais carregadas.
Design

Uma ode ao movimento

Com uma identidade multicultural, a coleção Nômade, da Donatelli Tecidos, revela um mundo de possibilidades decorativas. As arquitetas Alessandra e Giovanna Deeke mostram toda a versatilidade das peças recém-lançadas.

As arquitetas Giovanna e Alessandra Deeke viram na coleção Nômade a possibilidade de conceber ambientes tanto com um viés clean quanto pautados por composições mais carregadas.

Já são bastante comuns as visitas das arquitetas Alessandra e Giovanna Deeke à Cerarte, de Balneário Camboriú. Há cerca de dez anos que a dupla frequenta a loja em busca de opções em tecidos, persianas e papéis de parede que vão ao encontro das propostas decorativas que elaboram – onde se destaca a harmonia e funcionalidade. Em sua ida mais recente, elas se depararam com a coleção Nômade, da Donatelli Tecidos, lançada com inspirações no Marrocos.

Localizado no norte da África e repleto de contrastes, o país apresenta grandes extensões de deserto e é banhado pelo oceano Atlântico e mar Mediterrâneo. Sua cultura é resultado da mistura dos povos nômades do deserto, os berberes nativos, árabes, africanos e europeus – o que explica sua identidade única e multicultural.

A partir da paleta de cores da região, a nova coleção traz forte presença de tons queimados e solares do Saara com cores quentes, terrosas e minerais, como também de azuis índigos dos litorais. Padrões orientais dos tapetes Kilim, tradicionalmente concebidos por povos nômades, são referências para a diversidade da coleção – que esbanja padrões florais, étnicos, geométricos e listrados em texturas mistas que dão movimento e conforto aos tecidos.

Essas características cativaram logo de cara as profissionais. “São muito abrangentes, com inúmeras influências em uma linha só”, afirma Alessandra, destacando o fato de explorar desde os florais aos lisos em tons quentes e frios. “Isso nos dá a possibilidade de misturar sem medo, mesclando cores e criando composições que fogem da monotonia”, complementa Giovanna.

Praticidade para compor

O nome Nômade foi uma feliz escolha, na opinião das sócias. Afinal, visualizaram um uso intenso em peças soltas, como almofadas, cadeiras e poltronas – itens de fácil movimentação, assim como os nômades, povos conhecidos por estarem em constante migração. Essa facilidade em trocar é atrativa por conta da versatilidade de criar diferentes ambientações com poucas intervenções. Sofás e cortinas também ficam ótimos com as peças dessa coleção – sempre com cuidado nas dosagens para manter o equilíbrio.

É nítida, aliás, a predominância de nuances marcantes nesse lançamento da Donatelli. Os produtos têm vocação natural para se destacar, o que pode demandar um ambiente clean para recebê-los. “Não necessariamente”, argumenta Alessandra. Segundo a arquiteta, tudo vai depender do gosto de quem vai vivenciar o espaço. Os fãs de um décor suave podem ser atendidos com as estampas lisas, onde se evidencia tecidos como o linho – explorando um décor sensorial com seu toque intenso. “A versatilidade da coleção deixa seu uso intuitivo, prazeroso e envolvente, algo que consideramos essencial para criar com qualidade”, explica a dupla.

Publicações Relacionadas