Últimas Novidades

22 out 2020

DECORAÇÃO

Closets: quando a arquitetura encontra a moda
DECORAÇÃO

Closets: quando a arquitetura encontra a moda

Mais do que espaços de armazenamento, closets são a materialização do estilo dos moradores. Funcionalidade e beleza andam lado a lado na composição destes ambientes que podem explorar inúmeras estéticas e que, como na moda, são a extensão da própria personalidade.

Foto: Grasi Mohr/divulgação

Moda e arquitetura desfrutam uma relação íntima. Afinal, a expressividade por meio das formas é intrínseca em ambas – seja na forma como nos vestimos, seja na composição dos espaços que habitamos. De todos os ambientes, o closet é o que melhor simboliza essa conexão.

Mais do que um cômodo projetado para armazenamento, guarda peças que são pequenos fragmentos da identidade de cada morador. Desenhar esse tipo de espaço exige que o profissional mergulhe profundamente no estilo do cliente. Todas as atividades que ocupam a sua cotidiano, como profissão, hobbies e, até mesmo, a rotina de autocuidado são relevantes para compor looks do dia – e também a estrutura que receberá roupas, acessórios e os diversos itens que costumam ficar no ambiente.

Dessa forma, é possível definir a estética da proposta: para perfis mais clássicos, boiseries; para os minimalistas, linearidade e tonalidades neutras. Além do estilo, a funcionalidade é um ponto-chave na criação de closets. O design dos armários, o projeto luminotécnico e os materiais escolhidos para as estruturas são fundamentais nesse sentido. É esse conjunto de decisões que guia a elaboração desses espaços que são os bastidores do dia a dia.

Foto: Grasi Mohr/divulgação

Integração

Por ser composto por diversos elementos, como prateleiras, araras e nichos, os móveis fixos e soltos podem ser feitos a partir de inúmeros materiais – sem regras. Mármore, gesso, vidro e ferro são utilizados para o ambiente, mas a madeira ainda é o elemento campeão, explica a equipe do escritório IDEA Arquitetura, pela facilidade do manuseio e pela versatilidade dos acabamentos. “O ferro entra como coadjuvante, podendo ter grande destaque na estrutura”, diz o arquiteto Daniel Romanelli.

Foto: Grasi Mohr/divulgação

A versatilidade é uma das características mais fortes de closets, afinal, o ambiente pode ser feito em diversos locais da casa ou ter o próprio espaço. A configuração mais comum é a que promove a integração com suíte. Para a equipe do escritório IDEA Arquitetura, essa conexão permite que os elementos dialoguem harmoniosamente, como poltronas, pufes, bancadas e iluminação. Isso dinamiza as áreas e proporciona fluidez à rotina.

Projeto IDEA Arquitetura. Foto: Grasi Mohr/divulgação

Amplitude

Neste closet com conceito aberto, as portas saíram para facilitar o dia a dia do casal. “Foi um pedido especial dos clientes. Um ambiente que adoramos projetar”, conta Daniel. O delineado do projeto se dá nas estruturas de ferro preto com prateleiras, vidro canelado, bancada de maquiagem e móvel de apoio para acessórios.

Projeto IDEA Arquitetura. Foto: Grasi Mohr/divulgação

Personalidade

Para Daniel, desenhar um closet para pessoas que curtem moda tem um gosto especial. Mas o que exige maior atenção aos detalhes é a concepção desse tipo de espaço para duas personalidades opostas: pessoas super organizadas e as que não conseguem manter a organização. Nos dois casos, os espaços devem ser tão bem planejados que o uso se torna intuitivo.

Projeto IDEA Arquitetura. Foto: Grasi Mohr/divulgação

Cada peça importa

Para ganhar status de bem planejado, o ambiente precisa considerar, além das roupas, os acessórios. Joias, bolsas, bagagens, óculos e sapatos são itens com necessidades específicas. No projeto do Studio Mútuo, o acervo da moradora foi posicionado com elegância em um layout prático, que garante organização do espaço no cotidiano.

Mútuo Arquitetura Closet Joinville SC. Cicero Viegas
Mútuo Arquitetura. Foto: Cicero Viegas

Longe dos clichês

Quem disse que closet precisa ser extremamente básico nunca viu um projeto que explora cores ousadas com elegância, como a proposta do escritório Up Arq. Cheia de personalidade, a tonalidade azul da marcenaria é o grande destaque da composição, que explorou ao máximo a área disponível com armários que ocupam toda a extensão do pé-direito.

Projeto: UP Arquitetura. Foto: Grazi Mohr/Divulgação

O projeto mistura madeira, ferro e espelho para compor um espaço funcional e estiloso. Além disso, mostra a importância do projeto luminotécnico: com diferentes pontos de luz, a proposta garante luminosidade e aconchego para o ambiente que exige conforto e praticidade. Uma luminária central com elementos ovais arremata a composição.

Bem iluminado

A iluminação é um ponto-chave por dois motivos: o primeiro é a funcionalidade. Por ser essencialmente um espaço de armazenamento visitado diariamente, o closet precisa ter boa luminosidade, inclusive na parte interna do mobiliário.

Projeto: Teto Arquitetura. Foto: Rudi Razador

A composição pode e deve agregar beleza ao décor, como neste projeto do escritório TETO Arquitetura. A peça posicionada em frente ao armário cria reflexos nas portas do móvel, deixando sutilmente à mostra roupas e acessórios – uma tendência na decoração.

Projeto: Teto Arquitetura. Foto: Rudi Razador
Projeto: Roberta Zimmermann. Foto: Fernando Willadino/divulgação

Expressividade

Para compor os closets dos projetos que assina, a arquiteta Roberta Zimmermann busca compreender quais são as prioridades dos moradores. A profissional explica que é importante seguir a unidade visual dos outros ambientes da casa. Um dos diferenciais é a concepção de iluminação cênica, para criar uma atmosfera agradável na hora de se produzir.

Foto: Rudi Razador

Para todos os gêneros

A designer de interiores Danieli Bonatto revela que closet está entre os ambientes mais desejados tanto por homens quanto mulheres, que, apesar de terem particularidades na utilização do espaço, veem nele uma estrutura que agrega orgazinação às rotinas do lar. Na proposta assinada pela profisisonal, o clássico é o protagonista com toques da estética contemporânea e um nicho com iluminação personalizada que rouba a cena.

Projeto: Danieli Bonatto Foto: Divulgação
Projeto: arquitetas Andrea Guglielmi e Fabiany Meneghel. Foto: Rudi Razador

Harmonia como premissa

As arquitetas Andrea Guglielmi e Fabiany Meneghel valorizam um conjunto de características na hora de conceber um bom closet, como facilidade para visualizar e acessar peças, dimensão para organizar o acervo, além de excelente iluminação e circulação e itens como espelho, pufe para apoio e um tapete aconchegante.

Projeto: Arquitetas Andrea Guglielmi e Fabiany Meneghel. Foto: Rudi Razador
Foto: Ronald Pimentel

Autenticidade

Projetar um closet possibilita ao arquiteto criar composições híbridas, com diferentes elementos. São estruturas que passam longes dos clichês, valorizando a heterogeneidade. Além dos armários fechados, o mobiliário com bancadas, prateleiras e nichos proporcionam um universo de possibilidades na organização do acervo pessoal dos moradores. O projeto da arquiteta Caroline Elizabeth Schmal mostra como esse tipo de design esbanja autenticidade.

Tendência

Foto: Ronald T. Piment

O acabamento refletivo é tendência na decoração, principalmente em closets, que têm no mobiliário o ponto central da composição. Especialista em marcenaria, Alexandre Donin considera o ambiente o encontro da moda com a mobília.

Organização

Personal Organizer Paula Furlan.  Foto: Rudi Razador

Organizado após a execução é simples: evitar excessos. Por isso, é fundamental manter uma frequência de descarte para evitar a bagunça. A sugestão valiosa é da Personal Organizer Paula Furlan, que inicia a sua consultoria com a otimização dos espaços junto ao arquiteto, designer ou decorador responsável pelo projeto.

Foto: Divulgação

Se existe uma peça que é curinga na decoração, é o espelho. Todos os ambientes do lar – e até comerciais – podem fazer uso desse elemento. Mas no closet ele carrega um simbolismo especial. É através dele que os looks ganham vida – por isso, são fundamentais nesse espaço. No projeto, o espelho recebeu iluminação personalizada, que elaltece suas formas e agrega funcionalidade à proposta.

Projeto: Progetta Studio. Foto: Lio Simas

Italianíssimo

Inspirado no design italiano, o ambiente assinado pelo Progetta Studio chama atenção pelas tonalidades escuras e a linearidade dos traços, que acompanham a arquitetura do projeto. Com grandes proporções – cerca 50 metros quadrados, o espaço é composto por duas grandes ilhas centrais para acessórios, tapete em couro natural, penteadeira ampla e poltronas para auxiliar os moradores na hora de calçar os sapatos.

Foto: Elizandro Giacomini

Sutileza nos detalhes

Um refúgio para se desligar da rotina atribulada. Esse é o conceito da suíte projetada pelo escritório Isadora Foresti Arquitetura, que integrou um closet nada monótono à proposta. A estética contemporânea foi traduzida por meio da paleta de cores em tons sóbrios, contrastando com a marcenaria em lâmina natural Nogueira Americana. A arquiteta trabalhou texturas com toque suave nos tecidos, proporcionando o conforto que o ambiente exige.

Projeto: I+2 Arquitetura. Foto: Grasi Mohr

Minimalismo em voga

Explorando o melhor do mantra “menos é mais”, o escritório i+2 Arquitetura criou uma proposta linear, com base clara e pequenos detalhes metalizados que quebram o monocromático. Para setorizar os ambientes, foi projetado uma grande porta de correr, com boiserie e laca off-white na área do quarto. A linguagem do closet contrasta com a estética do dormitório – assim, o melhor de dois mundos é integrado à composição.

Projeto: arquiteta Ana Paula Ronchi. Foto: Ronald Pimentel

Fashion glamour

Sofisticação é o guia das propostas assinadas pela arquiteta Ana Paula Ronchi, como mostra este ambiente. O closet do casal é revestido com o vidro argentato e vidro refletente bronze – um material de tonalidade marcante que possibilita a visualização das peças em um décor que esbanja requinte. A iluminação é intimista, com pontos de luz distribuídos que evidenciam os detalhes das texturas e das nuances da composição.

Publicações Relacionadas