Últimas Novidades

03 dez 2020

DESIGN

DESIGN

Garimpo pelo olhar delas

A curadoria feita por um time seleto de profissionais da arquitetura e do design de interiores reúne peças atemporais, elegantes e versáteis para espaços internos e externos, explorando estilos e referências em pura sintonia.

A estética contemporânea é leve, valoriza as linhas fluidas e o minimalismo em propostas marcadas pelo pensamento “menos é mais”. No modernismo, o design une movimento e ergonomia a partir de um conceito em que forma e função caminham lado a lado, fazendo um contraponto ao clássico, com adornos e volumes marcantes.

Atemporais, os estilos mesclam-se em móveis assinados que compõem todos os tipos de décor: cada um com características predominantes, contribuindo para atmosferas singulares. Essa pluralidade faz com que o universo da decoração se torne instigante, afinal, possibilita que arquitetos, designers e decoradores deixem a imaginação fluir nas suas criações.

Esta é a essência do Garimpo, que reúne peças de design para mostrar a riqueza de estilos em curadorias singulares com profissionais convidados. Nesta edição, Ana Paula Zonta, Anelise Medeiros, Ana Wolf, Jessika Bona, Georgia Gamborgi e Naiana Bandeira compartilham seus repertórios e processos criativos nas três principais lojas de decoração no sul do país: LCL Design, Casa Mais Interiores e Aquário Ambientes.

GARIMPO LCL

A elegância guiou a escolha da arquiteta Ana Paula Zonta. Com contrastes charmosos, a proposta conta com a mesa lateral Santino em couro croco, a mesa de centro Goya em vidro preto, o tapete em trama natural Kazakh, o banco Pino em laca metalizada, assinado pelo designer José Roberto Moreira Vale, o quadro Wings, da artista plástica Nicole Wells, e a bandeja St. James.

Peças neutras, mas cheias de personalidade, integraram as composições criadas pela profissional, como o sofá Louvre em linho, da Sierra Móveis. “Ele nos encanta. É clássico, tem muita identidade e presença. Sem dúvida, é um queridinho do escritório”, revela. Além de móveis para a área social, Ana Paula selecionou também itens para dormitórios que esbanjam requinte e aconchego, como a cama Rembrandt em linho, o pufe Gaudi em pele sintética, a mesa de cabeceira Cosmopolita em recouro e metal gold, além do abajur Di Murano em cristal com pó de ouro 24k e do enxoval Trousseau.

A valorização dos espaços externos em projetos residenciais ganhou força nos últimos meses com a ressignificação da relação das pessoas com os seus lares. Caracterizados por uma atmosfera divertida, o ambientes exigem móveis confortáveis e alegres, como os que foram selecionados pela arquiteta: o sofá Domus e as mesas de centro e lateral Pietro – peças da linha varanda, da Sierra Móveis, que se destacam pela vibração tropical das cores e do design.

Design contemporâneo brasileiro e materiais naturais. Foi com essa premissa que a arquiteta Anelise Medeiros garimpou as peças para a composição de seus ambientes, que chamam atenção pela autenticidade. No primeiro espaço delineado pela profissional, a poltrona Moon em tricô com pufes, os quadros Artimage, o tapete Maiori Casa e a mesa lateral em alumínio Lovato foram os protagonistas.

A pluralidade estética foi explorada na curadoria de Anelise, que buscou harmonizar traços de diferentes estilos nas suas composições. “Selecionei peças atuais com toque rústico e moderno ao mesmo tempo”, conta a arquiteta.

Perfeita para hall de entrada ou sala de estar, a combinação entre a banqueta Doty, da Sollos Brasil por Jader Almeida, o balcão Kuro da Montri Móveis e os quadros Artimage resultou em um décor arrojado, valorizando as características originais dos materiais. Já a terceira proposta recebeu estofado Austin em linho, a mesa de centro Cosmopolita e o tapete Tear Tapetah.

O conforto se fez presente na sala de estar criada com as peças garimpadas por Anelise: o sofá e a poltrona Cozy, além da mesa de centro Tronco, da Móveis James. A paleta de cores se destaca, criando dualidades com tons que são tendência, como o azul marinho e os tons amadeirados, que vencem as barreiras do tempo.

GARIMPO CASA MAIS INTERIORES

Longe dos clichês, as peças que integram a curadoria da arquiteta Ana Wolf emanam beleza e charme. O balanço Oca, do designer Tiago Curioni, atrai olhares com seu design irreverente que ganha vida com alumínio na estrutura e tramas no assento. Leve, o modelo pode ser usado em ambientes internos e externos – flexibilidade que o destaca. “O balanço remete ao lúdico que é estar em um jardim, perfeito para a reconexão com a natureza”, conta a arquiteta.

A leveza dos móveis em harmonia com a expressividade das plantas criou uma atmosfera singular, que é tendência na decoração. Mesclando uma estética natural, com tramas e tons amadeirados, a arquiteta Ana Wolf optou por uma proposta permeada por arranjos que quebram a hegemonia da paleta suave.

Para o espaço interno, a arquiteta apaixonou-se pelo sofá Coimbra, do designer Richard Daniel – uma peça clássica com costas arrendondadas. O móvel é harmonizado com a mesa de centro Copenhagen, do designer Pedro Mendes, que explora uma mistura de lâmina natural com couro e divisórias para setorizar os espaços. “Escolhemos móveis tradicionais que remetem ao conhecido, ao que nos proporciona segurança. O ponto alto foi o sofá capitonê, um clássico da nossa história. Quadros modernos com escultura clássica completam e divertem o ambiente”, descreve a arquiteta.

A escolha das peças feita pela designer de interiores Jessika Bona foi determinada conforme as paletas de cores escolhidas para cada ambiente: uma predominantemente preta, para um espaço mais introspectivo; e outra bege, quase monocromática, para uma proposta luminosa. “A ideia foi representar a diversidade de produtos, cores e texturas em ambientes com cores opostas, assim como ocorre com os clientes”, diz.

Em tons mais sóbrios, a composição feita com a poltrona London, em laca preta, tecido suede preto, cintas, fivelas e detalhes em cobre; e o sofá Berlim, com tecido em tom cinza, madeira e metal – peças assinadas pelo designer Richard Daniel – proporciona uma aura ideal para momentos de introspecção. O tapete Chevron foi incorporado para trazer mais movimento ao ambiente. “Não queria algo monótono. Assim, as mesas de centro em formato orgânico trouxeram uma delicadeza que quebra a rigidez”, conta Jessika. Para a designer, a tela azul ao fundo não poderia faltar: uma cor para desacelerar e encontrar e próprio eixo.

“Para o ambiente bege, nosso monocromático, não deixei o tom passar despercebido”, revela Jessika. A designer buscou a madeira natural, a palha portuguesa e o couro caramelo da Poltrona Barão, do designer Bruno Faucz, para deixar o espaço acolhedor. Para valorizar a diversidade do design nacional, mais precisamente o catarinense, ambiente teve double design com a luminária Prisma em madeira freijó.

Reforçando a atmosfera convidativa da proposta, a profissional usou texturas e a presença da natureza em seu estado original. “Dependendo de nossas escolhas de materiais, podemos influenciar no modo de uso dos espaços. O couro representa resistência, por isso foi utilizado no tapete feito em retalhos quadriculados na cor natural, sem pintura, com uma uniformidade desafiadora de feitio”, explica.

GARIMPO AQUÁRIO AMBIENTES

Alcançar a complexidade com o simples. Essa é a premissa da arquiteta Naiana Bandeira nos projetos que assina à frente do seu escritório, um lema que a guiou na curadoria de peças de design que esbanjam estilo. Em uma proposta que valoriza a combinação entre tons com toques de cor pontuais, a arquiteta optou pelo sofá Sublime, da Natuzzi, e a mesa de centro Tríade, da Saccaro. O tapete azul marinho e o quadro Canvas arrematam a composição.

Quebrar as regras é uma forma de levar autenticidade a projetos de interiores, incorporando elementos de formas únicas. No conjunto elaborado por Naiana Bandeira, o quadro Neoali em uma posição diferente do habitual traz essa energia de mudança, junto ao carro-bar Vello e à poltrona Maori, da Saccaro, e ao tapete em tons de bege.

O desejo de criar atmosferas atemporais, que tragam para o contexto o charme de uma estética que é sempre agradável, é expresso na composição de Naiana Bandeira para um espaço social, com a mesa de jantar Petrus e as cadeiras Isis, da Sierra Móveis. Em tons terrosos, o conjunto valoriza o bem-estar proporcionado pelo bom design.

O garimpo feito pela arquiteta Georgia Gamborgi teve o quadro Canvas como ponto de partida – uma obra expressiva, com traços marcantes que inspiraram o décor clássico preto e branco. A proposta com linhas geométricas, que aparecem no estofado e nas linhas do tapete, tem a sua paleta de cores sóbrias invadida pela madeira de demolição e a vegetação natural na estante Oslo, da Casa Cristallo, junto às esculturas Samuray, Broto e Pássaros.

O espaço com parede verde, tapete de couro preto e branco, poltrona Platner, da Mundo Design, luminária dourada Cupulas Lucatti e a Arca Phoenix criam uma proposta semelhante, mas com um ponto de cor que valoriza a tela dupla, passando uma sensação de calmaria.

No ambiente feito para uma varanda, a inspiração veio de elementos com texturas áridas e tramas naturais. “Como não poderia faltar um tom de verde, o colorido fica por conta do quadro apoiado no aparador Nature de madeira maciça”, descreve Georgia. A cestaria para guardar mantas torna mais convidativa a experiência de relaxar no balanço em forma de rede, com os pés no tapete marinho com pele natural, que complementa a composição.

A decoração foi um ponto-chave para deixar o espaço do living assinado por Georgia Gamborgi delineado por uma atmosfera de casa. Na estante Oslo, da Casa Cristallo, a vegetação fica lado a lado com esculturas, livros e outros objetos que estimulam uma experiência multissensorial para quem habita o local. No centro, a mesa exibe castiçais em tons dourados, que complementam a proposta com elegância.

Publicações Relacionadas