Últimas Novidades

20 set 2021

ARQUITETURA

Oásis em casa: salas de banho para relaxar
Inspirado na moradora, a modelo Carol Trentini, essa suíte master conta com um closet de cinema, totalmente translúcido, com destaque para a banheira imponente localizada no meio do ambiente. Foto: Rafael Ribeiro
ARQUITETURA

Oásis em casa: salas de banho para relaxar

Ambientes de puro deleite para recarregar as energias do corpo e da mente, salas de banho são o lugar mais íntimo e contemplativo do lar.

Inspirado na moradora, a modelo Carol Trentini, essa suíte master conta com um closet de cinema, totalmente translúcido, com destaque para a banheira imponente localizada no meio do ambiente. Foto: Rafael Ribeiro

O expediente acabou e, depois de um dia longo e cansativo de trabalho, o desejo é chegar em casa e ter um momento para relaxar. Ter um canto para desalecerar, desestressar, desconectar-se dos problemas e revigorar o corpo e a mente. Com as inovações do design e da arquitetura surgiram as salas de banho, que passaram a ser muito mais que banheiros tradicionais e, sim, um oásis de autocuidado e conexão consigo mesmo dentro de casa.

A escolha dos materiais, mobiliário e peças são importantes para conferir personalidade e criar ambientes de puro deleite. É exatamente aqui que as banheiras dos sonhos entram em cena. São elas, principalmente, que transformam banheiros simples em espaços de contemplação.

Nos últimos tempos, em que o olhar para casa e para si se tornou um — afinal, o lar é a extensão de nós mesmos —, as salas de banho se tornaram o refúgio particular, onde a única regra é se sentir feliz e pleno. Inspiração é o que não falta para você levar essa atmosfera onírica para o seu lar.

Esta sala de banho reserva histórias de outras épocas. A banheira de mármore Carrara, que teria pertencido à Imperatriz Teresa Cristina, cria uma área de relaxamento reservada pelos grandes arcos. Foto: André Nazareth

Em 2021, você deseja um banho de quê? Equilíbrio, resiliência, tolerância, empatia, paciência e esperança? Os registros de pressão deste projeto, da dupla de arquitetos Beto Figueiredo e Luiz Eduardo Almeida, receberam essas palavras-chave com a intenção de despertar boas energias. O destaque ficou para a tubulação preta, que forma um desenho em toda a parede.

Em todo o projeto, tecnologia e tradição convivem lado a lado, criando uma sala de banho que ultrapassa os limites do tempo. Foto: André Nazareth

O item surpreendente fica por conta de uma grande jabuticabeira circundada por uma pia desenvolvida ao redor das raízes da árvore, em analogia ao ciclo da vida. A peça, desenhada pelos arquitetos, traz duas torneiras posicionadas de forma a parecer que o tronco é a fonte de água. Além disso, a mesma água utilizada para lavar as mãos é reutilizada na irrigação da árvore, sendo uma alternativa sustentável.

Produção: Fascino Homeware | Mobiliário: Banheira Bahia Cinza Rústico (Sabbia) | Monocomando Off Black (Doka) | Metais: Rainbow Black (Doka) | Revestimentos: Taipan Caramelo 703 (Colormix); Quartzito Cloves (Colormix); Ripa Amadeirado LRM-74 (Oca Brasil) | Foto: Kacio Lira.

O conceito urbano, que representa a vida nas grandes cidades, costuma trazer mobílias funcionais e muita modernidade. E este projeto dos arquitetos Daniel Romanelli, Karine Da Silva e Marizete Criolli, do escritório IDEA Arquitetura, não deixa por menos, demonstrando isso por meio da banheira, com um material que lembra a cor e a brutalidade do concreto, do cimento mais escuro. A ideia é ter banheiras especiais e interessantes que compõe o ambiente como um objeto de decoração e não simplesmente como um equipamento de banho, pois elas fazem parte do ambiente junto com os outros elementos, como metais de cores e modelos diferentes. Resumindo, conforto e beleza não podem faltar.

Para dar esse efeito urbano foram utilizadas texturas no piso com os elementos artesanais, mobiliário composto por uma poltrona em um tom mais terroso e a luminária mais reta e slim na cor preta. A pedra com eixo rodado no piso é uma pedra de rio sensorial, por isso é interessante usar em casas de banho. Já a madeira na parede aquece mais o ambiente. A cor preta utilizada nos monocomandos e metais oferece toda a elegância e sobriedade no ambiente, juntamente com a banheira em acabamento rústico.

Os porcelanatos são uma excelente escolha, pois além de serem altamente resistentes e aplicáveis em áreas molhadas, ainda possuem uma infinidade de opções sofisticadas que vão desde as placas gigantes até peças com efeitos, texturas e cores diferenciadas.

Um lugar confortável e acolhedor, assim como um recanto de sossego que funciona como o contraponto perfeito ao movimento frenético da vida lá fora. Na sala de banho das arquitetas Fabíola e Eliana Caramuru, da EF Arquitetura e Interiores, projetada sob medida para um casal contemporâneo, a banheira é o elemento principal, mas as sensações de bem-estar e relaxamento são originadas também no cuidado com a iluminação e na combinação atenta de revestimentos, do papel de parede ao porcelanato Roca.

Uma sala de banho não é só um ambiente decorado: tem que ser bem planejado, funcional, com tudo o que se utiliza no dia a dia.

O espaço integra área de banho com chuveiro e banheira, com destaque para o porcelanato com aparência de mármore que alia delicadeza e robustez. O cabideiro, os metais, a moldura dos espelhos e o mobiliário brasileiro em serralheria criam linhas de força visuais.

Peças de designers brasileiros reforçam a personalidade e a sofisticação do espaço.

Os cheiros podem nos trazer memórias, acalmar, desacelerar o corpo e reduzir a ansiedade. Por isso, as casas de banho são ambientes propícios para experimentar adicionar difusores, velas aromáticas e incensos. Também aposte nos óleos essenciais que possuem propriedades curativas e, por inalação, penetram no organismo trazendo benefícios, como na ambientação da sala projetada pelo EF Arquitetura e Interiores. Nela, a estrutura arrojada, com peças de design assinado e os objetos pessoais de relaxamento criam uma atmosfera de puro prazer.

A cuba e a torneira, do designer Jader Almeida, transmitem sofisticação na medida certa. A torneira explora o arquétipo do caminho da água até uma bica, no qual o fluxo é manipulado intuitivamente por uma alavanca.

Não há melhor lugar para relaxar do que em meio à natureza, certo? Foi pensando nisso que os arquitetos Emanuel Pressi e Heloísa Frozza, do escritório Pressi e Frozza Arquitetura, criaram esta casa de banho, que remete a um elemento natural encontrado facilmente: os córregos. Assim, os materiais escolhidos foram os naturais, como o seixo e a pedra basalto, representada no revestimento Belline. A diferença de tonalidades dos revestimentos e metais provoca a sensação de que o ambiente é muito mais amplo do que realmente é, gerando o sentimento de estar em liberdade.

A preferência é por cores claras e neutras, com texturas de materiais naturais que trazem paz e tranquilidade. Também é de extrema importância ter pontos estratégicos de iluminação, como, por exemplo, arandelas e abajures, que tornam o ambiente mais aconchegante e permitem a opção de iluminação reduzida para que o ato de relaxar se torne possível. A escolha das louças e dos metais é de suma importância, pois as cores, acabamentos e designs determinam o estilo da casa de banho e auxiliam também na estética e na decoração.

Produção: Fascino Homeware | Mobiliário: Banheira Sunset (Jacuzzi) + Tábua Clara (Doka) | Monocomando e metais: Rainbow Gun Metal (Doka) | Revestimentos: Bellini (Nina Martinelli) + Nantou Branco (Colormix) | Foto: Kacio Lira

A fluidez e a modernidade presentes neste espaço são características marcantes e indispensáveis nos projetos da arquiteta Gislene Lopes. A intenção desta casa de banho é estimular o usuário ao conforto e ao relaxamento físico e mental, priorizando ambientes repletos de água e de cores clássicas, como o bege e o marfim, evidentes no mármore Crema Europa e nas pedras Ônix e Travertino.

A sala de banho deve ser um oásis, um templo encantador e aconchegante para o corpo e a mente.

O segredo de Gislene para projetar um ambiente tão íntimo é o cuidado com as percepções do espaço, das texturas, das cores, sons, luz e profundidade.

Os materiais e ornamentos escolhidos, como a madeira e a corda de sisal suspensa, são fundamentais para instigar a experiência aconchegante e estabelecer o equilíbrio do espaço.

Nesses ambientes é interessante aguçar os sentidos, como a audição e o olfato. O movimento da água e seus sons são muito atrativos e relaxantes. É possível chegar a esse cenário com uma fonte com água corrente, espelhos d’água ou até mesmo uma parede cascata.

Há também a possibilidade de mimetizar essa sensação com caixas de som ou televisores com trilhas sonoras. O importante é criar uma atmosfera de desconexão e relaxamento.

Todo o revestimento, de cor neutra e natural, se conecta ao mobiliário, criando um clima harmonioso no ambiente.

No projeto da arquiteta Gislene Lopes, a ideia principal, por meio de elementos, como um painel vazado composto por cobogós, o espaço de massagem, o spa que transborda e as chaises, consiste na junção entre elegância e tranquilidade, sensações indispensáveis ao projetar uma casa de banho.

Uma proposta que alia conforto, leveza e sofisticação.

Na hora de definir uma paleta de cores para o espaço, é importante investir nos tons que aparecem na natureza, como os marrons da madeira, das pedras e da terra, o verde das plantas e o azul das águas, ou seja, cores que transmitem relaxamento.

O espaço pode contar com esteiras, cadeiras que deitam ou até mesmo redes para oferecer mais conforto.

A natureza é fonte de relaxamento e desconexão com a vida urbana e estressante da maioria das pessoas. Por isso, adicionar plantas nesse espaço é essencial. Elas ajudam no conforto térmico e filtram o ar do ambiente. A escolha das espécies ideais vai depender muito das condições do espaço, como luz e ventilação.

Associada à funcionalidade, a torneira de teto conferiu um diferencial inusitado ao projeto.

À noite, a aposta deve ser em luzes dimerizáveis, em que é possível controlar a intensidade, e em lâmpadas mais quentes, amareladas. Abajures, pequenas luminárias e até mesmo as velas são interessantes. O importante é que a intensidade da luz seja mais fraca, como no projeto assinado pela arquiteta Gislene Lopes.

As plantas dão um charme ao espaço e a sensação de SPA ao criarem uma conexão íntima com a natureza.

Com linhas sinuosas e assimétricas, este projeto foi criado pela designer de interiores Raquel Nogueira a partir do conceito art déco, que tem origem francesa e apresenta um estilo luxuoso. O revestimento em tons de rosa e as peças decorativas delicadas trazem uma atmosfera romântica e sofisticada ao ambiente. A banheira de imersão se destaca como elemento principal na composição, juntamente com os objetos de uso, como cestos, toalheiros e acessórios que, além de compor o mood, nunca podem faltar em uma casa de banho. Bela e envolvente, a banheira
Sampa, inspirada na metrópole brasileira, chama a atenção pelo seu lindo e compacto design.

Produção: Fascino Homeware | Mobiliário: Banheira Sampa (Sabbia) + Tábua Rose (Sabbia) | Monocomando e metais: Rainbow Dourado Escovado (Doka) | Revestimentos: Coral + Rosa (Colormix) | Foto: Kacio Lira

Esta suíte master foi ambientada em um aconchegante e elegante quarto de dormir, uma belíssima área de estar com estante e escrivaninha e uma exuberante sala de banho. O projeto contemplou uma grande laje branca que evidencia o ambiente com um alto pé direito.

As linhas retas e as diferentes formas geométricas de peças de mobiliário criam um jogo lúdico visualmente, com diferentes cores e texturas.

Cada detalhe da casa de banho foi pensado e criado no máximo de luxo e requinte. Os balcões são de assinatura exclusiva do escritório Ivan Wodzinsky Arquitetura, que concebeu todo o projeto. Com um desenho arrojado e atual, o móvel recebeu a pintura da cor Effect 142 da tinta italiana Ive.

Em uma grande área da casa de banho foi utilizado o Mármore Paraná Monte Vitta, criando uma grande caixa de mármore, revestindo piso, parede e teto. No teto foi utilizado a Pietra Fina, uma técnica diferenciada e super arrojada.

A exuberante sala de banho de 25 metros quadrados foi desenhada com o maior primor, prezando pelo luxo e requinte. A cor utilizada no balcão deixou o ambiente aconchegante, mas sem perder o estilo. Esse tom é excelente para deixar a decoração mais elegante, pois combina com tudo e dá um toque único ao mobiliário.

Linhas retas, superfícies lisas e revestimentos diferentes. Essa é a receita desta sofisticada casa de banho
Os balcões com um desenho arrojado e atual levam a assinatura exclusiva do escritório Ivan Wodzinsky Arquitetura.

Este projeto foi pensado em um casal moderno e super antenado, que aprecia as tendências atuais do mundo da arquitetura e das artes. Sendo assim, foi criado um projeto luminotécnico intimista, partindo de uma premissa mais atual no mercado. Aproveitou-se o máximo da laje existente, sem a interferência de uso de forros falsos e de um projeto luminotécnico com vício no uso dos embutidos e outros itens, possibilitando algo autêntico e exclusivo.

O espaço recebeu dois tocheiros em cristais Swarovski vindos diretamente da Polônia.

As paredes do fundo da casa de banho foram revestidas com chapas de aço inox, composta com um belo espelho e dois tocheiros em Cristais Swarovski, conhecidos pela sua qualidade e requinte.

Cores e formas conversam diretamente com a estética do ambiente, linhas retas e curvas criam um desenho único e exclusivo, remetendo o seu desenho com os grandes artistas e influenciadores dos anos 1980.

A arquiteta Adriana Fonini soube trazer a atmosfera de suavidade para este projeto, que tinha o objetivo de proporcionar um ambiente de relaxamento e tranquilidade para um casal, tirando-os de uma rotina atribulada. Para isso, a iluminação em led indireta e os materiais marmorizados marcaram presença.

Em um espaço mais minimalista, a banheira foi a protagonista e a divisão do ambiente proporcionou privacidade, sem perder a estética e a funcionalidade. Foto: Grasi Mohr
Os metais da Deca em rose Gold e os puxadores da bancada em laca offwhite deram um toque de sofisticação nos detalhes, tornando o ambiente clássico e atemporal. Foto: Grasi Mohr

A estação mais fria do ano está aí e esta casa de banho combina exatamente com ela. A escolha dos metais em cobre envelhecido, juntamente com os tons de inverno e terracota, trazem muita sofisticação ao ambiente. A paleta de cores que integra o cinza é uma escolha assertiva, pois une elementos minimalistas aos clássicos. “A arquitetura é assim: ela sempre une os elementos trazendo um resultado surpreendente e elementar”, comenta a arquiteta Lia Herrmann.

Na opinião de Lia, as banheiras devem possuir uma linguagem mais atemporal, por isso, neste projeto o elemento segue a linha minimalista. Para complementá-la, a escolha dos revestimentos foi fundamental. Aqui, aliou-se o ladrilho hidráulico, que combina muito bem com casas de banho, como o de pedra natural em tons de cinza. O revestimento de pedra geométrica linear dá a sensação de interligar a natureza com a casa de banho. O ambiente mescla a sofisticação atemporal dos elementos clássicos e contemporâneos, mas sem abrir mão dos de traços puristas e singulares.

Produção: Fascino Homeware | Mobiliário: Banheira Elipsa (Jacuzzi) | Monocomando e metais: ORB (Doka) | Revestimentos: Flor de Lotus (Biancogres) e Ferri Colezione Elehanza (Nina Martinelli) | Foto: Kacio Lira

A atmosfera desta sala de banho segue o conceito arquitetônico do restante da casa: contemporâneo, sofisticado e com um toque industrial. A arquiteta Aline Mascarello optou por uma paleta de cores sóbrias, piso e paredes revestidos com porcelanato branco marmorizado, uso de quartzo branco na bancada e nicho, louças brancas e metais pretos.

O espaço conta com piso e toalheiro aquecido, sistema de automação que controla a iluminação, criando diferentes cenas, e também sistema de som e vídeo. Foto: Grasi Mohr

O balcão em lâmina de madeira natural, deck de madeira na área externa e os revestimentos com um pouco mais de cor no muro do jardim foram pensados para trazer mais aconchego e acolhimento ao espaço.

A banheira estilo vitoriana modernizada, da marca Sabbia, é, além de funcional, uma belíssima peça de decoração. O desenho escultural destacado pelas curvas da borda fez com que ela ganhasse lugar de destaque na composição. Foto: Grasi Mohr

O jardim privativo é o toque especial e o diferencial deste projeto. Através das grandes aberturas de vidro, conecta o interior com o exterior, traz a natureza, toque de cor e vida para o ambiente. Oferece aos clientes um lugar íntimo, um oásis de relaxamento, contemplação e meditação. Trazer o verde e elementos naturais, como madeira e pedras, para esses ambientes é fundamental, pois faz conexão com o natural e simplicidade. Em uma casa de banho também não pode faltar uma boa iluminação, velas, sais de banho e aromas, que despertam nossos sentidos e nos convidam para momentos de paz e autocuidado.

O armário em ferro preto e vidro canelado incolor foi desenhado pelo escritório Aline Mascarello Arquitetura como uma releitura de um móvel que existia na casa dos pais da cliente, uma memória afetiva que deu todo um charme especial à decoração. Este móvel e os espelhos do banheiro foram executados em serralheria de forma personalizada. Foto: Grasi Mohr

Ao projetar uma casa de banho, a arquiteta Jana Faedo sempre busca separar os espaços de forma prática. Por exemplo, o sanitário fica separado com ventilação própria e, até mesmo, com porta, assim o ambiente pode ser usado pelo cônjuge sem problemas. Outro ponto que destaca ser importante é a utilização de materiais que tragam beleza e praticidade na limpeza.

Banheira de imersão com design moderno e linhas suaves se encaixa nas linhas retas do projeto. Foto: Grasi Mohr

Aqui, o objetivo é abrir as cortinas e tomar um bom banho, diante de luzes que podem ser mudadas conforme a atmosfera do momento e contemplar toda a vista do jardim externo da casa, que fica em um condomínio fechado, tendo essa particularidade.

A cuba dupla retroiluminada faz parte da iluminação indireta para um banho aconchegante com sensação de luz de velas. Decoração da Sabrina Lopes para linha banho. Foto: Grasi Mohr

O escritório Jana Faedo Arquitetura e Design assina os espelhos, pois são peças feitas exclusivamente para os clientes. Eles compõem molduras folhadas a ouro 24 quilates com acabamentos diferenciados em espelhos. Com apenas um clique, o espelho se abre e internamente existe um armário grande para guardar produtos de higiene, mantendo-se assim toda bancada decorada e limpa de potes e produtos do dia a dia.

O conceito era transformar o banheiro em uma casa de banho estilo de palácio, com vista para a paisagem. Para atender essa demanda do cliente foi feito um nicho de três metros suspenso entre dois vidros. Foto: Grasi Mohr
O porcelanato marmorizado é uma escolha elegantíssima para a decoração. Por ser brilhante, traz sofisticação para o ambiente. É uma versão mais acessível do mármore e pode ser utilizado em pisos, paredes, bancadas e muito mais. Inspire-se com essa tendência tão charmosa. Foto: Grasi Mohr

Um ambiente de refúgio, relaxamento, ideal para usufruir de um momento de total desconexão e liberdade. Esse foi o conceito usado pelo arquiteto Levy Netto para conceber esta sala de banho.

Essencialmente minimalista, o ambiente tem predominância de tons claros e leves, com iluminação indireta, que proporciona uma atmosfera intimista. Foto: Camila Santos

Com criteriosa curadoria, peças de artistas e designers brasileiros, entre nomes consagrados e novos talentos, reforçam a busca pela valorização do design nacional. Do mobiliário assinado utilizado, vale ressaltar a poltrona Lina e o sofá Gomos, da Suíte Design, e das louças e metais, a torneira Orbe, assinada por Ricardo Belo Dias, e a cuba de Osvaldo Tenório.

A banheira, esculpida em pedra, foi desenhada por Levy Netto exclusivamente para esta casa de banho. Foto: Camila Santos

Ter um jardim ou uma bela vista da área externa seria o ideal para esse tipo de espaço, mas como nem sempre existem essas condicionantes à disposição, o uso de plantas naturais ou preservadas pode ajudar a suprir este papel. Há certas plantas para ter na casa de banho que, não só transformam a estética, como também são conhecidas por melhorar o humor, aumentar a criatividade, diminuir o estresse e a ansiedade e, naturalmente, filtrar as toxinas do ar.

As plantas levam frescor e estilo, além de purificar o ar do ambiente. Foto: Camila Santos

Existe uma série de plantas que prosperam nas condições quentes e úmidas, assim uma casa de banho pode imitar perfeitamente um habitat tropical nativo de algumas plantas. No ambiente projetado pelo arquiteto Levy Netto, uma das paredes recebeu espécies que criam um contraste com o fundo preto marcante.

Entre os elementos que compõem o espaço, o aspecto essencial é reforçado pelos materiais, numa busca por superfícies que valorizem a naturalidade das texturas em sintonia com os jardins do ambiente. Foto: Camila Santos

A arquiteta Ana Paula Moschetta soube trazer um mix de estilos para esta casa de banho. A banheira Elipsa, da Jacuzzi, junto aos metais Doka com suas linhas retas, trazem, além de beleza, inovação e tecnologia, a praticidade e modernidade tão almejadas no dia a dia. O aconchego fica por conta da cerâmica artesanal customizada em tons terrosos, trazendo um efeito relaxante. Este revestimento com motivos étnicos, da Oca Brasil, representa um período pré-colonização portuguesa, onde inúmeras tribos indígenas, cada qual com a sua cultura, dominavam o território nacional.

Na decoração, o espelho oval com moldura de madeira traz a mais pura sofisticação, compondo ainda com os vasos de barro e as cordas da parede. Essa junção de materiais naturais amplia a sensação de conforto, tornando o ambiente convidativo e aconchegante. Revestimentos e equipamentos diferentes e modernos, além de um espaço exclusivo para a banheira, não podem faltar.

Produção: Fascino Homeware | Mobiliário: Banheira Elipsa (Jacuzzi) | Monocomando e metais: Rainbow Rose Gold (Doka) | Revestimentos: Decoratto Indígena (Oca Brasil) | Foto: Kacio Lira

Toda casa de banho precisa ter um conceito e uma atmosfera. Por isso, perguntas básicas devem-se fazer antes de qualquer projeto. No que ela se inspira? Quais as sensações ela deve transmitir? Também é preciso observar os locais para toalhas, velas, aromatizadores, detalhes em madeira, enfim, tudo o que esteja associado ao bem estar.

Esta casa de banho inspira leveza e aconchego, trazendo em sua essência o minimalismo na composição formal.

Minimalismo na composição formal e elementos inspirados na natureza deram o tom para este projeto dos arquitetos Lia Herrmann e Mateus Spricigo. A simplicidade foi o ponto inicial, no qual todos os excessos foram dispensados para criar uma atmosfera elementar e contemporânea. Uma forma de unir a urbanidade no espaço foi a utilização de gravuras, cores e elementos. Cores e texturas permitem sensações múltiplas, mesclando leveza e aconchego.

O desenho do forro, que se estende às paredes, está alinhado ao grafite na lateral, ressaltando a conexão com a a urbanidade e valorizado pela iluminação.

O primeiro registro de jardim vertical na história data de 450 a.C.. O rei Nabucodonosor presenteou sua esposa, a rainha Amytis, com uma montanha artificial revestida por jardins. No Brasil, a presença dos jardins verticais iniciou-se em 1983, com o paisagista Burle Marx. Neste projeto, o jardim vertical trouxe toda a beleza da natureza para o recinto, além da banheira, o canto do relaxamento e as peças decorativas cheias de estilo.

Um ponto importante é a utilização de materiais que remetem à natureza e trabalho manual, como cordas, plantas, linho e rendas.
A escolha da iluminação é fundamental para trazer aconchego ao espaço. Luzes mais quentes que, juntamente com as peças de decoração, proporcionam relaxamento.

O espaço criado pelo arquiteto Marcelo Lopes busca contemplar o período de transição entre a adolescência e a idade adulta por meio da delicadeza dos detalhes e texturas. Os destaques do ambiente ficam por conta da forração das paredes feitas em lâmina natural de madeira e do teto coberto com o perfil metálico Radiatore.

O que não pode faltar em uma casa de banho é um espaço de bancada e armazenamento, proporcionando uma atmosfera acolhedora e funcional.

As cores predominantes são o branco e o tom tabaco da madeira. Já os tecidos que revestem o mobiliário utilizam cores que remetem a personalidade da jovem e as ferragens e frisos metálicos com acabamento Gold Matte dão um toque de refinamento ao espaço.

O espaço criado reflete a delicadeza e sofisticação do estilo da jovem cliente.

O banho é um momento quase ritualístico que envolve a purificação da limpeza do corpo e do espírito, e a experiência de calma e relaxamento. Nesse sentido, o ambiente deve propiciar espaços de conforto através da materialidade dos elementos e da conformação espacial, iluminação voltada ao relaxamento, assim como o enfoque ao elemento fundamental, que é a água e as peças que a representam dentro da sala de banho.

Elementos modernos aliados à lâmina natural de madeira e peças de design buscam atender a jovialidade e contemporaneidade, mas também o espírito de aconchego e proximidade familiar.

Para quem curte relaxar pertinho da natureza, a opção é integrar uma área com um jardim de inverno. Painéis com plantas e vasos diversos, com suas flores favoritas também são bem-vindas. Além disso, para quem mora em casa, outra opção é fazer um janelão dando acesso visual ao jardim do lado externo, pois a prioridade é o contato com a natureza.

A iluminação natural traz os benefícios do contato com a natureza, acalmando e aconchegando para que você tenha uma experiência real de relaxamento. Foto: André Nazareth

Esta sala de banho foi pensada exatamente assim, para se integrar à natureza que circundava a casa. Para isso, os arquitetos Cadé Marino, Michelle Wilkinson e Thiago Morsch, da UP3 Arquitetura, utilizaram revestimentos imitando pedra. Um detalhe importante para a integração com a natureza foi a tela automatizada, que traz a vegetação como um grande quadro vivo e aproxima o usuário com o exterior da casa.

A linha monocromática, do piso ao teto, cria uma grande caixa clean que transmite frescor e sensação de paz, renovação e purificação. Foto: André Nazareth

 

Publicações Relacionadas