Últimas Novidades

20 set 2021

DECORAÇÃO

Patamares de estilo: escadas como protagonistas
DECORAÇÃO

Patamares de estilo: escadas como protagonistas

A criatividade alcança novos níveis quando o assunto é design de escada. Do clássico ao contemporâneo, as estruturas roubam a cena na decoração.

Flutuante, plissada, helicoidal. Os nomes dos tipos de escada são tão ousados quanto os próprios modelos. Elementos essenciais em projetos arquitetônicos, as estruturas carregam em si muitos significados — de expressões populares relacionadas ao sucesso, como “subir na vida”, à sua própria essência de conectar os espaços e, assim, as pessoas que os habitam.

Seja como protagonista, seja como coadjuvante, não passam despercebidas na decoração. Primeiro, pela questão da funcionalidade: não há elemento que desempenhe a mesma função, com exceção do elevador, que não se encaixa em qualquer projeto, além de não chegar aos pés das escadas quando o assunto é charme. No sentido estético, elas se destacam nas composições por características como tamanho, design, materiais e, também, pela curiosidade sobre o que há após o acesso, afinal, são a ponte entre as áreas íntima e social.

O que não faltam são escadas históricas que marcaram épocas e entraram nos anais da arquitetura. Por isso, os profissionais costumam buscar referências em projetos de diferentes movimentos para a construção das estruturas, unindo traços tradicionais com tendências e novas tecnologias que permitem inovar com segurança e estilo.

OS ARQUITETOS

As escadas costumam receber protagonismo nas criações do engenheiro Elcio Bianchini. “No geral, seguem uma linha individual para cada projeto arquitetônico, adaptando-se ao perfil do cliente e suas condicionantes. Este elemento arquitetônico traz inúmeras possibilidades de beleza e estética ao ambiente, em função disso, sempre que possível ele é evidenciado em nossos projetos”, conta o arquiteto.

Um hall imponente com dimensões generosas marca o acesso principal desta residência contemporânea. O ambiente é evidenciado pela escada com design marcante e degraus suspensos, totalmente revestidos em mármore e tubos de inox, que substituem os tradicionais sistemas de proteção. Um dos degraus possui um prolongamento em toda a parede, formando uma espécie de aparador.

STUDIO MUY ARQUITETURA

O acesso ao segundo andar da Casa Haras, criação da arquiteta Gabriela Motter, do Studio MUY Arquitetura, é integrado com a área social da casa e próximo da porta de entrada principal. Quando o escritório foi contratado para fazer o retrofit do imóvel, a escada já havia sido construída, mas estava apagada, sem destaque. Originalmente, a estrutura foi feita em mármore branco, com degraus soltos entre si, que saem da parede lateral e com um guarda corpo de vidro.

Para torná-la protagonista, foi proposto um móvel de adega na parte inferior. “Trazendo um uso novo para esse espaço, colocamos a coleção de vinhos e de objetos de decoração, que traduzem um pouco da família que habita a casa”, conta Gabriela. A marcenaria feita na cor laranja traz contraste e um ar moderno junto ao mármore branco.

IDEA ARQUITETURA

Arquitetada pelos profissionais do IDEA Arquitetura, está integrada ao hall de entrada. Como o projeto arquitetônico e de interiores foi feito pelo escritório, os profissionais definiram que o elemento receberia os moradores. O grande patamar leva ao segundo pavimento em um acesso emoldurado por uma vidraça grande, com luz natural abundante. Feita de ferro, a estrutura metálica foi revestida com material cerâmico, resultando em um aspecto de monobloco, como uma grande pedra. O guarda-corpo é feito com vidro, agregando leveza ao visual.

MARAÚ DESIGN STÚDIO

No coração da cidade do Rio de Janeiro, o apartamento elaborado pelas designers Linda Martins e Linda Araújo, do Maraú Design Studio, valoriza o design e a atmosfera praiana carioca. O conceito de trazer o mar para a decoração foi impresso também na escada produzida com chapas de alumínio usinadas. “Desenhamos formas que representam gotículas de água para lembrar o oceano que foi inspiração para o projeto. Os degraus que eram em mármore foram substituídos por madeira, que aqueceu o ambiente predominantemente branco”, contam as designers.

ANA PAULA RONCHI

Tons claros também estão presentes na proposta assinada pela arquiteta Ana Paula Ronchi para uma casa de proporções generosas. A volumetria faz com que a estrutura majestosa atraia olhares na área social marcada com dualidades charmosas e alto padrão estético. De frente para a sala de jantar, os moradores passeiam pelo acesso que expressa o luxo em evidência.

KIGIKA ESTÚDIO

Conectando o living do apartamento ao mezanino, onde fica o home office, a escada do projeto assinado pelos arquitetos Eder Kogikowski e Eron Kogikowski, do Kogika Estúdio, foi feita com estrutura em inox, degraus de madeira e corrimãos de vidro incolor temperado e laminado. Com desenho em formato de “U”, o acesso possui um patamar intermediário que proporciona um grande vão na parte inferior.

Como os degraus são em madeira e estão apoiados sobre a estrutura inox, a luz natural entra no espaço, tornando os momentos de leitura e meditação mais agradáveis. “Não é apenas um item da casa que serve para subir e descer. É um elemento importante, que além de funcional deve ser interessante para quem olha e pode servir como referência, tornando-se destaque no ambiente”, acredita a dupla.

MÚTUO STÚDIO

No projeto assinado pelo Mútuo Studio, a escada presenteia os moradores com a vista para a área externa – destaque da proposta. A estrutura é composta por guarda-corpo em tirantes de aço, que são enaltecidos pela luz natural e das arandelas na parede. Na parte inferior, um toque de irreverência é agregado ao conjunto com pedras e vasos em composição.

No lar contemporâneo concebido pela arquiteta Maristela Cachinski, foi feita a instalação do elevador central e de um modelo helicoidal – um desejo especial do morador para receber o pai, já idoso, assim como de um spa para relaxamento, unindo tradição e tecnologia a elementos estéticos modernos, sem deixar de lado o conforto de uma harmonia melódica.

DANIELE MAIS ARQUITETURA E INTERIORES

“Construída com uma base de ferro e revestida em Mármore Travertino, com degraus suspensos e patamares maiores no início, a escada projetada pela arquiteta Daniele Mais traz para o espaço um ar clássico atemporal. De forma leve e orgânica, o acesso se molda à decoração da área social, valorizando a conexão entre os espaços.

BASE ARQUITETURA

Explorando uma outra estética, o escritório Base Arquitetura conferiu ao elemento status de estrela na composição. “Para nós uma escada pode ser muito mais do que uma circulação vertical, ela pode ser um ponto-chave na decoração do ambiente”. A declaração é dos arquitetos Adriano Zaboti e Joelma Rzatki, que, neste projeto, desenharam uma estrutura integrada ao ambiente de estar com pé-direito duplo, fazendo a conexão da área social à área íntima a casa. Com estilo cascata e degraus de base flutuantes executados em concreto armado, criaram uma dinâmica de subida diferenciada.

TETO ARQUITETURA UNIFICADA

A escada é o elemento destaque do living projetado pelos arquitetos Maick Rocha e Franciano Valente, do escritório TETO Arquitetura Unificada. Além da sua funcionalidade no cotidiano, a estrutura tem uma função estética no contexto da proposta. Por isso, foi desenhada exclusivamente para a casa, atendendo as necessidades da família.

Os degraus são soltos de forma individual, todos chumbados diretamente na parede, com uma inclinação leve até a extremidade, trazendo suavidade às formas. A dualidade entre a delicadeza da madeira no piso e a brutalidade do ferro preto com linhas verticais conferem movimento ao elemento, transformando-o em um dos destaques na composição.

RUY OHTAKE

As linhas orgânicas desenhadas pelo arquiteto e designer de móveis Ruy Ohtake expressam a leveza das curvas na composição das estruturas arquitetônicas. Com guarda-corpo de vidro, o acesso recebeu pequenos pontos de iluminação a cada três degraus – um toque de elegância que valoriza a composição.

GABRIELA HERDE ARQUITETURA & DESIGN

Os elementos da natureza são a principal fonte de inspiração da arquiteta Gabriela Herde na hora de compor seus projetos, assim como a sua intuição. Foi assim a criação do lounge que dá acesso ao pub da área de lazer de um condomínio residencial de alto padrão em Itapema – um local luxuoso com uma escada de estética e volumes majestosos.

A estrutura mescla dois materiais: pedra natural nos degraus e ferro fundido no guarda-corpo, uma combinação clássica e resistente para áreas de alta circulação.

VANESSA LARRÉ ARQUITETURA

Na casa assinada pela arquiteta Vanessa Larré, a escada é a protagonista da área social. A estrutura tem base de concreto revestida com madeira muiracatiara. O estilo é escultural minimalista sem guarda-corpo, na qual os degraus são engastados na viga inclinada para poder sustentar o balanço. No piso, o porcelanato preto e branco italiano alto brilho cria um contraponto com a paleta do acesso.

ROBERTA ZIMMERMANN ARQUITETURA E INTERIORES

Para a arquiteta Roberta Zimmermann, as escadas são verdadeiras obras de arte com potencial singular nos projetos. “Nós sempre tratamos as escadas como protagonistas, nunca como coadjuvantes. É um elemento por si só escultural, do qual podemos tomar partido para torná-lo sempre interessante, como ponto central dos projetos”.

Parte de um edifício de alto padrão, a estrutura do hall de entrada é solta em concreto armado, revestida em mármore preto Nero Marquina, com guarda-corpo em vidro liso e acabamento de inox – uma composição leve transpassada por colunas de mármore com iluminação indireta e acolhedora. A grande vedete é o lustre desenhado pelo escritório, feito de tubos metálicos com bolas de vidro, criando uma escultura no centro do elemento.

ATHOS PERUZZOLO E DANIELE CARNEIRO

Escadas nada menos do que extraordinárias são a especialidade do arquiteto Athos Peruzzolo, que atua em parceria com a designer industrial Daniele Carneiro. A estrutura produzida em vidro laminado temperado duplo integra a área social do loft, ao lado da cozinha, unindo espaço de convivência com a suíte no Mezanino. “O tamanho do local nos fez pensar em todos os detalhes para melhor aproveitar e não deixar a circulação apertada”, explica Athos. Com um design arrojado, o degrau se prolonga, formando um bar na parte inferior com móvel em marcenaria MDF grafite da Guararapes.

No projeto para um imóvel em Alta Floresta, no Mato Grosso, a escada ganha forma com o granito São Gabriel e revestimento Portobello Ms Barcelona Acero Natural. Assim como na outra obra, o degrau se prolonga, formando espaço para drinks no móvel em MDF grafite Guararapes. Para arrematar a proposta, o design é enaltecido com LED na face inferior.

A linguagem clássica predominou no projeto arquitetado por Athos Peruzzolo e Daniele Carneiro – e a escada expressa essa identidade sofisticada da proposta, unindo a sala de estar do pavimento inferior com a cozinha do pavimento superior. O acesso recebeu corrimão em estrutura metálica com pintura branca com detalhes folheados a ouro 18k – um processo artesanal.

PROGETTA STÚDIO

Por sua vez, o modelo desenhado pelo Progetta Studio foi inserido no espaço como a intenção de transmitir leveza, luminosidade e simetria ao ambiente. Minimalista, representa linhas simples e contínuas. “Usamos em nossos projetos estruturas pré-fabricadas porque elas oferecem infinitas possibilidades de composição”, explica o arquiteto Allan Chierighini.

MARISTELA CACHISNKI ARQUITETURA

Desenhada pela arquiteta Maristela Cachinski, liga o espaço gourmet, localizada no subsolo. Os dois ambientes compartilham uma arquitetura que explora traços dos estilos moderno e contemporâneo; na área que armazena os rótulos, em um contexto com pitadas rústicas e industriais.

MARINA HORTA

Na mesma vibração imponente da cor preta, o projeto elaborado pela arquiteta Marina Horta para o loft de um casal de empresários recebeu o mesmo tom. “O fato de não haver crianças circulando pelo apartamento nos possibilitou não ter guarda-corpo”, explica a arquiteta. O acesso que liga a sala ao quarto foi feito de concreto, mas o escritório optou por uma cobertura mais escura para a proposta com toques da estética industrial.

ELCIO BIANCHINI

Projetada pelo engenheiro Elcio Bianchini, a área social integrada, composta por home theater, sala de jantar, cozinha e churrasqueira, tem como destaque a escada em formato caracol com degraus revestidos em silestone e fitas de LED embutidas, o que a torna escultural.

O ambiente conta com teto inclinado, pé-direito duplo e esquadrias com até seis metros de altura, ampliando visualmente os espaços. Com formato linear e sem excessos, o mobiliário expressa a contemporaneidade que marca a proposta.

MODERNE ESTÚDIO DE ARQUITETURA

“Quando o projeto reflete a personalidade da pessoa que está usando, ele ganha vida e começa a contar uma história”, acreditam as arquitetas Iohana Zen Cherem e Thaís Parente, do Moderne Estúdio de Arquitetura. Nesse contexto que mescla arquitetura e afetividade, as escadas têm um papel-chave, tamanha a sua importância nas propostas, como na casa projetada pela dupla, que tem o acesso como ponto focal.

Por estar no centro da área social, a ideia era evidenciar o elemento além da questão de funcionalidade. “Como trabalhamos toda a área social em madeira, para destacá-la, criamos o primeiro patamar em Silestone White Storm e mantivemos os tons amadeirados nos degraus”, descrevem as profissionais. No primeiro degrau, há uma divisão para um jardim de inverno com iluminação zenital para entrada de luz natural, evidenciando mais ainda a composição.

ALEXANDRE VOIGT ARQUITETURA

A atemporalidade dos clássicos é uma marca no portfólio do arquiteto Alexandre Voigt. No desenho do escritório, a riqueza dos detalhes nos corrimãos mostra a beleza desse movimento que inspira o profissional. “Cada ambiente demanda um estudo próprio, para o qual temos que nos embasar nas diversas vanguardas da linha clássica já passadas pela história”, revela o arquiteto. Os tons terrosos predominam na paleta do ambiente, assim como na escada, que mesclou pedra natural nos degraus com o aconchego da madeira nas laterais e nos painéis.

AFINA ARQUITETURA

A escada marca o acesso ao dormitório no apartamento duplex assinado pelas arquitetas Candida Pasini Pizzoni e Luana Cardoso Zanelatto, do escritório Afina Arquitetura. Por servir como elemento central do apartamento, houve a necessidade de evidenciá-la por meio de uma iluminação decorativa e também usar o espaço livre como decoração para integrá-lo ao ambiente. “Mesmo como o uso de elementos de revestimento tridimensionais ou cores mais sóbrias e escuras, a combinação do vidro transparente faz com que ela se destaque”, diz a dupla.

Publicações Relacionadas