Últimas Novidades

19 set 2020

PROJETOS

PROJETOS

Jovialidade, harmonia e integração por Rau Duarte Arquitetura

Conceber ambientes com personalidade, que agradem a diversos gostos, é sempre um desafio. Essa realidade é especialmente presente em apartamentos decorados, que não são criados pensando em um cliente em específico, mas sim em um vasto leque de perfis que visitarão o local. Por isso, as arquitetas Jéssica Duarte e Sara Rau, da Rau Duarte Arquitetura, mesclaram diversos materiais e texturas a fim de cativar o maior número de estilos possível neste projeto, que é o apartamento decorado da Belluno Móveis, utilizado também como show room.

O espaço foi criado tendo em mente uma família fictícia, formada por um casal jovem e moderno com duas filhas. Nesse sentido, algumas mudanças foram executadas na planta original, como a integração da cozinha ao living, enaltecendo o espaço e o trabalho de marcenaria executado. A sacada também foi reformulada, pois seria utilizada pela Belluno como local de reunião com os clientes.

Um desafio estimulante que as arquitetas tiveram foi utilizar muito MDF e o máximo de mobiliário sob medida. Elas conseguiram harmonizar todos os materiais ao mesmo tempo em que valorizaram a estética do lar. “Elegantes e contemporâneos, os ambientes são muito funcionais, pois quem visitá-los precisa sentir que consegue viver neles”, dizem as sócias.

Pontos-chave

• Com uma mesa redonda de seis lugares, a sala de jantar é demarcada com o uso do MDF grafite. Na parede lateral e forro, um grande painel no formato Chevron se destaca ao acrescentar uma textura diferenciada.

• O mesmo tom de MDF reveste a área de buffet, que dá apoio ao jantar. O lustre dourado insere um toque de delicadeza e contraste no ambiente predominantemente escuro.

• Integrada às áreas sociais, a cozinha tem linhas mais leves que os ambientes que a circundam, buscando evitar o excesso de informação visual. Para criar contraste com a base em MDF grafite, as arquitetas especificaram bancadas e rodabanca em quartzo branco, trazendo luz e destaque à composição.

• A grande despensa em vidro miniboreal, as luminárias e os eletros em preto poderiam passam a impressão de ambiente pesado, o que é evitado com a suavidade dos detalhes em dourado e o uso do revestimento claro na bancada. “Aquecendo a cozinha, adicionamos detalhes em MDF amadeirado”, complementam as profissionais.

Na suíte principal, a ideia foi demarcar os usos do ambiente, que está dividido em área de descanso e área de closet. A cabeceira, então, delimita o espaço de dormir – que abraça a cama, reveste o teto e estende-se até o painel de TV, exibindo um belo estofado cinza. Já o closet foi setorizado com o uso do forro em gesso branco rebaixado. Sara e Jéssica ampliaram o corredor de acesso ao banheiro com o uso de vidro espelhado nas portas do roupeiro, o que também trouxe brilho ao quarto. Além disso, o roupeiro, que foge do formato tradicional, têm as gavetas na parte inferior destacadas em MDF claro e separadas da área de cabideiro. No banheiro, o revestimento branco original entregue pela construtora foi o ponto de partida. A arquitetas determinaram, no piso e demais paredes, a instalação de um revestimento marmorizado polido, que traz a sensação de elegância e atemporalidade.

Este quarto foi concebido tendo em mente uma adolescente de 15 anos, que gosta de música e toca teclado. O décor recebeu então uma linguagem mais jovem, com tons escuros e um toque de cor que foge do convencional rosa e do roxo. Assim, a paleta apresenta três tonalidades principais: o cinza, o branco e o verde. Na área do roupeiro, destaca-se o verde água para setorizar e dar uma linguagem de closet. Na parte do dormitório, entrou em cena uma cama de casal baú que dá mais opções de armazenamento. “Colocamos decorações em tons de verde e trabalhamos com a cabeceira e painel em desenho Chevron em negativo invertido de marcenaria”, diz Sara. “O legal da bancada de estudos é que pode acomodar o teclado em seu interior, o que otimiza o mobiliário do quarto”, complementa Jéssica. No banheiro, embaixo da cuba esculpida, há o armário largo compondo com o espelho de correr, com uma estrutura metálica em inox escondendo o armário no fundo – proporcionando mais espaço de armazenamento.

Detalhando

1 e 2. Desenvolvido tendo em mente uma menina de 5 a 6 anos, este quarto ganhou uma proposta lúdica que estimula a imaginação e a criatividade da criança. “Criamos a linguagem de casinha para esse espaço, onde ela pudesse interagir com o mobiliário”, dizem as arquitetas. A dupla projetou também uma mesa de estudos que abraça o roupeiro de duas tonalidades, e uma casinha em marcenaria para a criança criar cenários nas brincadeiras.

3. A sacada foi fechada buscando aumentar as possibilidades de uso do espaço, servindo tanto como área de churrascos quanto para receber amigos ou, neste caso, clientes. Com uma cervejeira e armário para expor taças e bebidas, conta com uma mesa de quatro lugares que pode ser usada para jantares, cafés ou pequenas reuniões, e um passa-pratos que também serve como apoio para a churrasqueira.

4. Ao valorizar grandes áreas de circulação, o projeto ganhou fluidez e versatilidade. A concepção moderna e convidativa prioriza o conforto em meio a uma composição de cores harmoniosa e refinada.

Veja a galeria de fotos do projeto:

Publicações Relacionadas