Últimas Novidades

04 ago 2021

PROJETOS

Só o coração pode entender por Thiago Mondini
PROJETOS

Só o coração pode entender por Thiago Mondini

Novos capítulos na companhia de sempre: para valorizar os momentos em família, o novo projeto para o apartamento em Blumenau contou com grandes mudanças no layout, democratização dos espaços para atender aos gostos de cada membro e uma reviravolta que mudou o rumo da obra.

Foto: Mariana Boro

Que “é impossível ser feliz sozinho”, como escreveu Jobim, a família que vive neste apartamento de 400 metros quadrados, em Blumenau, já sabe. Se é para compartilhar bons momentos, que eles tenham panos de fundo inspiradores. Nessa hora, um personagem imprescindível entra em cena: o arquiteto responsável pela criação dos novos cenários — nesse caso, Thiago Mondini, autor do projeto para o lar de uma empresária, que recebe com frequência suas duas filhas, os dois genros e, além dos humanos, os animais de estimação, duas pugs, uma preta e uma bege; e o lebrel italiano.

Foto: Mariana Boro

A inspiração veio de projetos americanos com estética mid-century. “Estava fazendo pesquisa de referências e reuni muitas imagens de objetos coloridos sobre fundo branco. Neste momento eu já havia apresentado uma proposta bem diferente, com muitos paineis de madeira, mais pesada e com um ar mais sóbrio”, conta Thiago. Prestes a aprovar, surge uma mudança nos planos: “Liguei para a cliente e disse que eu iria recomeçar tudo, pois tinha achado um novo caminho, que seria o certo para o projeto”. Reformulado, o projeto passou a conter paredes brancas, quase nenhum painel fixo e muitos móveis soltos para deixar o ambiente leve.

Foto: Mariana Boro

A prioridade era a criação de um espaço integrado de cozinha e churrasqueira para realização dos encontros da família. O imóvel tem uma ampla cozinha funcional para o dia a dia, mas faltava um local de festa. Havia apenas a churrasqueira, que ficava numa área aberta e, por isso, tinha o uso restrito. “A partir dessa necessidade, pensou-se também na reforma total da área social, que tinha um estilo carregado e antigo”, conta o arquiteto.

Foto: Mariana Boro

Os pontos de cor, que orbitam entre tons de verde, azul e rosa-pálido, são fundamentais para tirar a seriedade do espaço que une lounge, sala de estar e home. São essas cores também que trazem uma atmosfera ligeiramente mid-century para a composição. A poltrona Mistral, Bruno Faucz, e a mesa Disco, do Studio Tri Design. Ao fundo, o Gobelin, originalmente o sobrenome de uma família de tintureiros que se dedicou à fabricação de tapeçarias, que virou sinônimo de um tipo de “tapete” com um ponto específico e desenho bem característico. “Usados em paredes, suspensos por varão ou emoldurados num quadro, eles carregam consigo um ar nobre e antigo”, explica o arquiteto. No projeto que estamos vendo, aproveitamos um Gobelin da cliente numa montagem equilibrada com peças contemporâneas.

Foto: Mariana Boro

PONTOS-CHAVE:

• O carrinho tipo bar conta com a coleção de garrafas de cristais do acervo da cliente mescladas a peças novas.

Foto: Mariana Boro

• As tonalidades acinzentadas do quartzito retroiluminado que reveste o ambiente com sofisticação mesclam-se à paleta dos xales escolhidos para as grandes aberturas que permitem a entrada suave de luz natural.

• Elementos-chave agregam história, afetividade e estilo à composição, como o piano que pertence à família e o lustre em cristais de rocha.

Foto: Mariana Boro

Para Thiago, projetar vai muito além de um exercício de composição: é também entender e valorizar a história de cada cliente. “As memórias de cada indivíduo conformam sua personalidade”, acredita o arquiteto. Esse é o ritmo da proposta, que conta com objetos do acervo da cliente, carregados de histórias do passado e, agora, ressignificados em um projeto feito para embalar o presente, como o piano. A mesa de jantar Artefacto e as cadeiras são emolduradas pelos xales em veludo cinza e persiana silhouette no ambiente que tem piso amadeirado em porcelanato e lustres em cristal de rocha. Com seu desenho peculiar, o quartzito amarra a composição, seja apagado, seja iluminado. Ao vivo, o efeito de luz é suave e agradável. “Não há nenhuma marcação entre as pedras, nem repetição de desenho”, conta Thiago.

Foto: Mariana Boro

A cozinha de festas e churrasqueira, com ilha em granito exótico, é harmonizada com a mesa em lâmina natural de nogueira. As estantes moduladas de maneira diferenciada para este projeto recebem uma mescla de objetos da cliente com peças novas adquiridas pelo arquiteto. A composição é arrematada pela luminária Wing, embutida no teto.

Foto: Mariana Boro

A reformulação do layout, antes com diferentes níveis entre espaços demarcados, deu lugar a áreas sociais mais fluidas, onde a passagem e a interação tornam-se intuitivas. Os objetos
decorativos criam ambientes acolhedores, marcando visualmente nos cenários a ancestralidade dos moradores ao lado de novas peças que passam a fazer parte da herança familiar.

Foto: Mariana Boro

Na estante modular, esses elementos coexistem de forma harmônica, como se estivessem sempre juntos.

Foto: Mariana Boro

A área externa é envolta pela vegetação que, junto à iluminação natural, cria um espaço de contemplação arrematada pela decoração. Entre os destaques estão o piso em travertino bruto anticato French Pattern, a piscina em pedra Hijau lisa e o vaso em fibra de vidro com Jasmim Manga.

Foto: Mariana Boro

Aqui, o conforto reina com a poltrona e o sofá Arca. Um dos cuidados foi criar uma composição sem ruídos visuais. Por isso, debaixo da poltrona há um alçapão disfarçado no revestimento em pedra. O corte foi programado para esconder totalmente o acesso à casa de máquinas.

DETALHANDO

1. Atrás da coluna revestida em quartzito, separada do lounge pela estante, fica um pequeno espaço de trabalho e leitura. A escrivaninha de Ronald Sasson é mesclada às peças antigas da proprietária, como o busto e as caixas que armazenam os faqueiros antigos, que entraram de última hora no projeto.

Foto: Mariana Boro

2. Com piso em mármore branco e paredes claras, a entrada faz uma transição para o espaço interno. A obra de arte de acervo da cliente, com moldura que não passa despercebida, se contrapõe à porta Cinex de espelho bronze com perfis ultradelicados — “guardada por uns indivíduos muito curiosos”, conta Thiago. Logo à frente, o hall de entrada conta com uma peça exclusiva e nada comercial: um aparador avaliado pessoalmente pelo arquiteto em um antiquário.

Foto: Mariana Boro

3. Diversas peças de decoração compõem os ambientes assinados por Thiago, especialmente no lounge, que traz detalhes repletos de significados, como os cristais de diferentes alturas e a obra feita com rendas de seda.

Foto: Mariana Boro

4. Os pratos perfumados feitos no espaço gourmet são o acompanhamento perfeito para os encontros em família. A churrasqueira, essencial neste ambiente, conta com grelha elevatória e espetos rotatórios. Ela se encaixa à proposta através da continuidade da bancada com materiais exclusivos.

Foto: Mariana Boro

5. No hall de entrada, o destaque vai para a aquarela de Milton Dacosta enaltecida pela luminária de parede.

Foto: Mariana Boro

6. Parte do acervo da família, a mesa lateral de travertino bruto virou um expositor para a porcelana antiga. Ressignificada, a peça foi posicionada estrategicamente em frente ao painel de quartzito.

Foto: Mariana Boro

Publicações Relacionadas