Últimas Novidades

12 jul 2020

DECORAÇÃO

Vamos para cozinha!
Assinado pela arquiteta Ana Paula Zonta, o projeto conta com mobiliário em laca desenhado pelo escritório e chama atenção pela composição harmoniosa com o mármore Monte Cristo – pedra natural, de tom acinzentado, que combina facilmente com outros materiais, além de trazer sobriedade e elegância para o ambiente. (Foto: Rudi Razador/Revista SuaCASA)
DECORAÇÃO

Vamos para cozinha!

Mais do que um espaço funcional, a cozinha carrega uma afetividade que a torna protagonista da decoração. Do clássico ao contemporâneo, reunimos composições que mostram o potencial do ambiente, que é a alma do lar.

Assinado pela arquiteta Ana Paula Zonta, o projeto conta com mobiliário em laca desenhado pelo escritório e chama atenção pela composição harmoniosa com o mármore Monte Cristo – pedra natural, de tom acinzentado, que combina facilmente com outros materiais, além de trazer sobriedade e elegância para o ambiente. (Foto: Rudi Razador/Revista SuaCASA)

Há quem diga que a cozinha é o coração do casa – e não é à toa. É nesse ambiente que passamos boa parte do dia, seja apreciando um vinho com alguém especial, criando novas receitas ou preparando o jantar para as crianças. A casa é um lugar de conexão e a cozinha revela esse sentimento.

Muitos desejam ter o seu espaço de chef e vivenciar o prazer de preparar pratos elaborados, antes degustados apenas em restaurantes. Com essa ressignificação, a função dos arquitetos e designers é pautada em proporcionar o ambiente perfeito para esses momentos.

Foto: Grasi Mohr/divulgação

Independentemente do tamanho ou do estilo do ambiente, a funcionalidade dita a condução dos projetos. Afinal, a cozinha precisa ter espaço para armazenamento, preparação e troca de ideias – tudo isso em um cenário feito para encantar e que demonstre todo o significado desse cômodo.

O escritório TETO Arquitetura Unificada mostra como o branco é versátil e atemporal em uma proposta que esbanja elegância. A bancada chama atenção com um design ousado, que eleva o padrão do ambiente. Ao fundo, um painel ilumina o espaço, garantindo funcionalidade no dia a dia. (Foto: Rudi Razador/Revista SuaCASA)

Para começar o planejamento da cozinha, um dos primeiros aspectos a ser analisado é o espaço disponível para circulação. É necessário manter uma distância mínima entre os móveis para que os moradores possam se movimentar. Esse olhar entre as medidas do projeto e as normas permite um melhor aproveitamento do ambiente, onde fluidez é palavra-chave. Nesse sentido, todos os elementos da composição devem ser levados em consideração – inclusive ilha, eletrodomésticos e mesa de jantar.

A proposta assinada pelo arquiteto Athos Peruzzolo e a designer Daniele Carneiro exibe uma composição harmoniosa com diferentes materiais, como madeira nogueira americana, bancadas em Dekton, revestimentos em couro e espelhos. O escritório explora com elegância a estética industrial, como no caso das “cubetas” e iluminação aparentes. “Não é somente um espaço com estética e tecnologia, mas também extremamente funcional”, explica Athos. (Foto: Fábio Jr. Severo/divulgação)

Tão importante quanto a amplitude, o estilo do projeto de interiores é responsável pela atmosfera da cozinha. Afinal, a estética dita o design da marcenaria – o elemento que guia a composição. O mobiliário pode trazer como destaque traços dos estilos clássico, industrial, contemporâneo e até mesmo evidências de um décor mais moderno e high tech.

Charme do Clássico

Romântica e tradicional, a marcenaria em estilo clássico voltou com tudo nos últimos anos. Marcada por um design com uma linguagem única e uso de puxadores metalizados, essa estética leva a uma viagem no tempo, abrindo portas para a elegância inspiradora que marcou a corte francesa nos séculos passados.

A antiga cozinha ganhou novos ares neste projeto do escritório CC Arquitetura. O amplo ambiente oferece praticidade ao dia a dia dos proprietários, por meio do espaço de circulação que possui junto à copa e um louceiro. Um aspecto determinante foi a escolha do delicado tom azul dos móveis, tornando o local ainda mais leve e fluido. O mobiliário com portas e gavetas trabalhadas e puxadores na cor cobre realça o décor. (Foto: Rudi Razador/Revista SuaCASA)

Moderna e funcional

O projeto luminotécnico é um item indispensável, pois promove a segurança na rotina de cozinhas. A iluminação pode ser pensada por dois olhares, conforme a preferência dos moradores. A adoção de luz fria promove contraste e facilidade para visualizar tudo que é fundamental – incluindo os ingredientes em uma receita. Para tanto, spots e luminárias são direcionados para as áreas do fogão e das bancadas. Já a luz quente é ideal para o espaço reservado para as refeições do dia a dia, pois cria uma sensação de aconchego. O mobiliário contribui para a iluminação, pois o projeto pode prever a instalação de fitas e luminárias de LED em nichos e aberturas de bancadas.

Com uma churrasqueira grande e bem equipada, o ambiente projetado pela arquiteta Mariana Pesca valoriza a integração com a área externa e o bem receber. Moderno e extremamente funcional, explora uma paleta de cores sóbrias, deixando as cores vibrantes para os objetos decorativos. (Foto: Fernando Willadino/divulgação)

Toque de cor

As cores influenciam comportamentos e relações interpessoais. Por isso, é um dos aspectos mais importantes em projetos de interiores. A composição da paleta de cores não está relacionada apenas a tonalidade de paredes, mas do projeto como um todo – de revestimentos, pisos e mobiliários a eletrodomésticos e objetos decorativos.

O astral vibrante e cativante desta proposta assinada pela
arquiteta Lilian Valdati tornou o ambiente perfeito para os moradores, que gostam de receber amigos, festejar com a família e apreciar um bom vinho. A cor azul foi escolhida para ser a protagonista da paleta por transmitir bem-estar e harmonia. O estilo clássico se misturou a detalhes industriais e modernos, com o uso de ferro pintado, pendentes aramados e revestimento de tijolinhos. (Foto: Rudi Razador/divulgação)

As cores quentes, como laranja, dourado, amarelo e vermelho são energéticas e estimulam o apetite. Tendências, os tons neutros, como o cinza, e cores mais frias, como o azul, têm estética atemporal, além de criarem uma base neutra que permite explorar outras cores na decoração.
Os tons pastéis também são clássicos – cheios de personalidades, eles criam ambientes alegres e estilosos.

Integrada ao living e com forte personalidade, o projeto assinado pelo escritório Carlevaro Arquitetura e Design também garante sua parcela de charme e destaque. Trabalhado em tons de grafite – um tom próximo ao preto –, o ambiente esbanja imponência com a tonalidade ousada. (Foto: Rudi Razador/divulgação)

Outro aspecto fundamental na composição é a funcionalidade. Mas, na prática, o que isto significa? O aproveitamento da área útil disponível, assim como os espaços disponíveis na execução dos móveis para receber e organizar tudo o que o morador precisará, norteiam o princípio do projeto funcional. A cozinha deve comportar o que é importante e promover facilidade. Para os gastrônomos, que frequentemente usam batedeira, liquidificador e outros eletrodomésticos, por exemplo, esses itens não podem estar escondidos ou guardados em lugares de acesso mais difícil. Nesse caso, temperos e acessórios também devem ficar em locais de fácil acesso, de preferência, em uma ilha – peça-chave para quem gosta de botar a mão na massa. Essa dinâmica se traduz em uma vida prática.

Beleza atemporal

Em relação à decoração, além do mobiliário, os revestimentos são um excelente elemento para explorar na composição. Da beleza natural das pedras à tecnologia das sintéticas, existe uma variedade de revestimentos que podem ser explorados na decoração. Seja o clássico mármore Carrara ou os padrões coloridos, que agregam leveza ao décor, a decoração com revestimento de parede é uma das melhores opções para que o ambiente fique com um ar descontraído, bonito e seja funcional ao mesmo tempo – como a cozinha da foto abaixo, assinada pela designer de interiores Eliege Longen.

O contraste vibrante é o destaque neste projeto assinado pela designer de interiores Eliege Longen. Foto: Fábio Jr. Severo/divulgação

Riqueza de materiais

Se existe um local onde é possível inovar e explorar todo tipo de material, esse local é a cozinha. Madeira, metal, pedras naturais, cerâmica, concreto… Do mobiliário à decoração, o que não falta são opções de materiais para compor com elegância e estilo. Eletrodomésticos também são peças-chave em cozinhas. Para evitar ruídos na decoração e garantir funcionalidade no dia a dia, o ideal é que geladeira, forno, micro-ondas, fogão e lava-louças sejam embutidos na marcenaria. Dessa forma, o espaço disponível é explorado de forma eficiente, agregando fluidez – uma característica fundamental para esse tipo de ambiente.

A aparência rústica e inacabada dita o conceito deste ambiente assinado pelo escritório UP Arquitetura. Destinada a um casal jovem, a residência com estilo industrial predominante tem caráter único e acolhedor. A mescla entre materiais na sua aparência mais natural e imperfeita – seja a madeira, a laje aparente ou a bancada em concreto – valoriza o espaço. (Foto: Grasi Mohr/divulgação)

Traços contemporâneos

A linearidade é uma marca do design contemporâneo. Neste tipo de mobiliário, o estilo é expresso de forma elegante, com projetos que destacam a fluidez e a essência dos materiais. Além disso, o conceito valoriza a alta da tecnologia para o prazer de se cozinhar em um espaço gourmet. Como a cozinha passou a ser a protagonista da casa, se tornou imprescindível todo seu planejamento, desde a concepção dos armários planejados, até a utilização de materiais e equipamentos de vanguarda e de fácil manutenção.

O apartamento da arquiteta Thayane Santana é sinônimo de elegância e estilo, com uma tonalidade charmosa, armários translúcidos e peças na cor cobre – super tendência na decoração. Para a arquiteta, um ponto-chave é investir em bons materiais, que sejam adequados para áreas molhadas e resistentes a altas temperaturas. (Foto: Alexandre Zelinski/Revista SuaCASA)

A cozinha branca possui uma estética elegante, que pode ser harmonizada com vários estilos de decoração, e uma das suas principais vantagens é também dialogar facilmente com outras cores. Em composição com painéis ripados, a marcenaria se destaca, como no projeto assinado
pela arquiteta Fabricia Cortina. Para criar um contraste, a combinação de branco com detalhes em madeira é uma opção clássica e atemporal que pode ser feita de várias formas, já que os detalhes amadeirados podem estar no piso, bancada, nichos ou até mesmo no armário.

A iluminação na parte interior dos armários valoriza o design e agrega funcionalidade à composição, como neste projeto da arquiteta Fabricia Cortina. (Foto: Grasi Mohr/divulgação)

Inspiração industrial

Super em alta na decoração, o estilo industrial valoriza a essência dos materiais. A estética cria uma atmosfera de loft nova-iorquino, em propostas que exploram o brutalismo do concreto, a autenticidade dos tijolos à vista, a beleza natural da madeira, entre outros elementos que são perfeitos para um décor cheio de personalidade. O luxo está na simplicidade dos elementos.

Inspire-se com outros projetos para cozinhas:

O projeto para este apartamento assinado pela arquiteta Beatriz Fruet, do BFE Interiores, é um verdadeiro refúgio criado para acolher e contemplar. A pro ssional optou por lâmina de madeira italiana com a pedra Neolith Estatuário, equilibrando os tons e trazendo leveza para o ambiente. Em torno da ilha gourmet, pessoas, ingredientes, aromas e sabores se encontram. (Foto: Fabiana Silva/divulgação)
O projeto para este apartamento assinado pela arquiteta Beatriz Fruet, do BFE Interiores, é um verdadeiro refúgio criado para acolher e contemplar. A pro ssional optou por lâmina de madeira italiana com a pedra Neolith Estatuário, equilibrando os tons e trazendo leveza para o ambiente. Em torno da ilha gourmet, pessoas, ingredientes, aromas e sabores se encontram. (Foto: Fabiana Silva/divulgação)
O apartamento da arquiteta Thayane Santana é sinônimo de elegância e estilo, com uma tonalidade charmosa, armários translúcidos e peças na cor cobre – super tendência na decoração. Para a arquiteta, um ponto-chave é investir em bons materiais, que sejam adequados para áreas molhadas e resistentes a altas temperaturas. (Foto: Alexandre Zelinski/Revista SuaCASA)
O apartamento da arquiteta Thayane Santana é sinônimo de elegância e estilo, com uma tonalidade charmosa, armários translúcidos e peças na cor cobre – super tendência na decoração. Para a arquiteta, um ponto-chave é investir em bons materiais, que sejam adequados para áreas molhadas e resistentes a altas temperaturas. (Foto: Alexandre Zelinski/Revista SuaCASA)
O arquiteto Gabriel Bordin explora a combinação atemporal e elegante de branco e madeira nesta proposta. Na parede que recebe os armários, um espelho aumenta a sensação de amplitude no ambiente. O projeto luminotécnico é funcional, assim como a marcenaria. (Foto: Fábio Jr. Severo)
O arquiteto Gabriel Bordin explora a combinação atemporal e elegante de branco e madeira nesta proposta. Na parede que recebe os armários, um espelho aumenta a sensação de amplitude no ambiente. O projeto luminotécnico é funcional, assim como a marcenaria. (Foto: Fábio Jr. Severo)
Nesta proposta do escritório i+2 Arquitetura, a pedra ônix retroiluminada, que compõe a ilha e a cristaleira, é a protagonista. O projeto luminotécnico vai ao encontro do design contemporâneo de todo ambiente, que pertence a um jovem casal. A marcenaria na cor cinza é composta por traços retos e linhas limpas, sem excesso de informações. A vegetação confere o toque  nal, trazendo a beleza natural ao décor. (Foto: Grasi Mohr/divulgação)
Nesta proposta do escritório i+2 Arquitetura, a pedra ônix retroiluminada, que compõe a ilha e a cristaleira, é a protagonista. O projeto luminotécnico vai ao encontro do design contemporâneo de todo ambiente, que pertence a um jovem casal. A marcenaria na cor cinza é composta por traços retos e linhas limpas, sem excesso de informações. A vegetação confere o toque nal, trazendo a beleza natural ao décor. (Foto: Grasi Mohr/divulgação)
Na cozinha assinada pelo escritório TETO Arquitetura Unificada, fluidez é a palavra-chave. (Foto: Rudi Razador/Revista SuaCASA)
Na cozinha assinada pelo escritório TETO Arquitetura Unificada, fluidez é a palavra-chave. (Foto: Rudi Razador/Revista SuaCASA)

Publicações Relacionadas