Últimas Novidades

25 out 2020

DECORAÇÃO

Versáteis e atemporais, papéis de parede são peças-chave no décor
DECORAÇÃO

Versáteis e atemporais, papéis de parede são peças-chave no décor

Inspire-se com diferentes estilos de papéis de parede – do industrial ao botânico, um revestimento que está sempre em alta

Queridinho em questão de praticidade de revestimento, os papéis de parede são ótimos aliados quando o assunto é conferir personalidade e beleza a um ambiente, seja o espaço novo ou repaginado. Muitas vezes, o que afasta essa escolha é a possibilidade de composições conflitantes ou arriscadas. Compreendendo as dúvidas e algumas dores comuns, conversamos com o arquiteto Rico Mendonça e reunimos diversas informações, dicas, composições e tendências sobre o universo dos papéis de parede para você elegê-lo na hora de dar uma nova cara ao seu espaço!

O “Quarto Sincronia” desenvolvido na Mostra Casa Cor, do escritório Gouveia e Bertoldi Design de Interiores, evidencia a sincronização da energia das cores. O papel de parede compõe um ambiente cheio de texturas e afetos. (Foto: Daniela Buzzi/Reprodução)

A escolha do papel de parede

A escolha do papel de parede é subjetiva: vai de acordo com o momento, os conceitos e sensações que envolvem o ambiente e até combinação com os móveis. Neste sentido, a consulta com profissionais (arquitetos, decoradores, designers e especialistas das lojas) se faz importante para chegar na solução que agrade os moradores. Há um universo de possibilidades e algumas possibilidade vão entrar no bolso e na estética esperada.

A sala projetada pelo arquiteto Thiago Mondini é marcado pelos móveis soltos, e pelo papel de parede de tijolos, que é um protagonista-chave na decoração. O papel foi utilizado em todos os ambientes, em evidência a foto na sala, criando uma unidade visual. O design industrial traz a essência dos materiais presentes na composição para dentro dos interiores. (Foto: Eduardo Macarios /Revista Sua Casa)
A sala projetada pelo arquiteto Thiago Mondini é marcado pelos móveis soltos, e pelo papel de parede de tijolos, que é um protagonista-chave na decoração. O papel foi utilizado em todos os ambientes, criando uma unidade visual. O design industrial traz a essência dos materiais presentes na composição para dentro dos interiores. (Foto: Eduardo Macarios /Revista Sua Casa)

Quais são os tipos de papéis de parede?

Papéis de parede são itens bem democráticos na decoração, com uma vasta cartela que varia entre material, padronagem, texturas, tecnologia e preços, se encaixando em diferentes projetos. Sua base pode ser desenvolvida a partir de diversos materiais: 

A combinação dos detalhes em boiseries com o papel de parede botânico conferem ao ambiente aconchego e beleza. A cor verde predomina, trazendo elementos do novo e do antigo: o frescor do Neo Mint na roupa de cama, com o aspecto desgastado do papel. (Foto: Wallcovering/Reprodução)
A combinação dos detalhes em boiseries com o papel de parede botânico confere ao ambiente aconchego e beleza. A cor verde predomina, trazendo elementos do novo e do antigo: o frescor do Neo Mint na roupa de cama, com o aspecto desgastado do papel. (Foto: Wallcovering/Reprodução)

Celulose: que são os mais tradicionais, com aspecto de papel, necessitam de cuidado da aplicação à limpeza; 

Vinílicos: possuem aspecto de vinil por terem PVC na sua composição, e são super resistentes; 

TNT: tecido não tecido, como já é seu nome, feito com fibras naturais e sintéticas; 

Ponto importante na composição da cozinha projetada pela designer Carina Campos, do escritório Campolini Interiores, o papel de parede simulando tijolinhos é um contraponto elegante aos destaques de cor bem nichados. (Foto: Ronald T. Pimentel /Revista Sua Casa)
Ponto importante na composição da cozinha projetada pela designer Carina Campos, do escritório Campolini Interiores, o papel de parede simulando tijolinhos é um contraponto elegante aos destaques de cor bem nichados. (Foto: Ronald T. Pimentel /Revista Sua Casa)

Emborrachados: que possuem uma camada de EVA em sua superfície, e são fáceis de serem higienizados; 

Alto relevo: papel com desenhos, produzido com materiais sensíveis e delicados. Aqui entram também os 3D; 

Aveludados: possui detalhes sensíveis, que não podem ser expostos ao sol.

Padronagem dos papéis de parede

Do ar vintage ao tecnológico, estilo minimalista ao clássico, um dos elementos mais importante para a construção de conceitos do ambiente é a padronagem. Texturas e estampas

compõem diferentes tipos de projetos, junto às cores e tecnologias aplicadas, que somam diferentes sensações ao ambiente. Rico, que recentemente lançou sua coleção de papel de parede, dividiu com a gente alguma das tendências.

Os lisos são coringas na produção de espaços clean, fazendo a luz circular de forma uniforme espaço. Os tons mais claros conferem uma atmosfera agradável e elegante ao ambiente. Destacam-se as mínimas texturas, nuances de cores monocromáticas, assim como os naturais.

A textura e a cor amadeirada do papel de parede se destacam na produção de uma atmosfera de conforto e elegância. (Foto: Home Finish/Reprodução)
A textura e a cor amadeirada do papel de parede se destacam na produção de uma atmosfera de conforto e elegância. (Foto: Home Finish/Reprodução)

Os geométricos repassam tranquilidade e estimulam a criatividade. Linhas, formas puras, grandes formas roubam a cena, entrando também o 3D! 

As texturas industriais traduzem espaços com toques mais urbanos, que antes eram disfarçados e hoje conferem protagonismo ao décor, casando com diferentes estilos. Estão em alta aço cortain, tijolinhos, cimento queimado e madeira, que se encaixam em propostas variadas de ambientação.

O botânico com folhas, galhos, florais e elementos abstratos, cria diversos ambientes: exóticos, estimulantes, calmantes e alegres. 

Formas geométricas e técnicas de sombreamento dão destaque ao papel de parede, em uma mistura de tons e contrastes. O Classic Blue, cor do ano, predomina confere o toque moderno na composição. (Foto: Wallcovering/Reprodução)

Coleção Nômade

A coleção Nômade é uma linha coordenada (papel de parede e tecido) desenhada por Rico Mendonça, que remete aos homens primitivos e traços modernos. Visitando esse espaço através de representações da memória afetiva, o arquiteto compôs uma coleção que produz uma atmosfera de bem-estar. São diversas padronagens, com estampas, tamanhos, combinações de cores e texturas.

O loft do arquiteto Rico Mendonça com uma de suas criações: O papel de parede Algodão, da coleção Nômade, combina as cores neutras com a padronagem desenvolvida a partir de formas geométricas. Os desenhos remetem ao material-base das vestimentas seculares, imprimindo a leveza e conforto - toques que transparecem no espaço. (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)
O loft do arquiteto Rico Mendonça com uma de suas criações: O papel de parede Algodão, da coleção Nômade, combina as cores neutras com a padronagem desenvolvida a partir de formas geométricas. Os desenhos remetem ao material-base das vestimentas seculares, imprimindo a leveza e conforto – toques que transparecem no espaço. (Foto: Rudi Razador/Revista Sua Casa)

Dicas para usar papéis de parede na decoração

Para Rico, o “ponto de partida para adicionar papel de parede à decoração é ter a mente aberta para conhecer esse universo, pela variação de cores e motivos estéticos”. A partir disso, leia, compreenda a dinâmica do espaço, os afetos e ideias que você quer desenvolver, mas principalmente: escolha um papel de parede que te encante e deixe o seu ambiente cheio de estilo.

Inspire-se com outras composições!

O banheiro em estilo contemporâneo tem como protagonista o revestimento a padronagem de folhas em cores marcantes. O projeto da engenheira civil Eliege Longen é marcado pela harmonia entre diferente materiais. (Foto: Fábio Júnior Severo /Revista Sua Casa)
O banheiro em estilo contemporâneo tem como protagonista o revestimento a padronagem de folhas em cores marcantes. O projeto da engenheira civil Eliege Longen é marcado pela harmonia entre diferente materiais. (Foto: Fábio Júnior Severo /Revista Sua Casa)
Misturando duas tendências, as formas botânicas com cores monocromáticas terrosas, o papel de parede imprime ao ambiente um visual exótico, mas aconchegante. (Foto:  Home Finish/Reprodução)
Misturando duas tendências, as formas botânicas com cores monocromáticas terrosas, o papel de parede imprime ao ambiente um visual exótico, mas aconchegante. (Foto: Home Finish/Reprodução)
Papéis de parede escuros na decoração conferem elegância ao décor. Na foto, o padrão visual resistido em um mix de tons imprime uma textura 3D.. A composição ficou leve e descontraída na cor e estampa das almofadas. (Foto:  Home Finish/Reprodução)
Papéis de parede escuros na decoração conferem elegância ao décor. Na foto, o padrão visual resistido em um mix de tons imprime uma textura 3D.. A composição ficou leve e descontraída na cor e estampa das almofadas. (Foto: Home Finish/Reprodução)

 

Rico Mendonça mostra identidade multifacetada em estúdio marcado por simbolismos

Publicações Relacionadas